Para onde estão indo as pessoas que abandonam a Igreja?

O pastor norte-americano John White aponta que muitos cristãos não abandonaram a igreja, apenas deixaram para trás as grandes instituições que suas denominações se tornaram.

fonte: Guiame, com informações de Charisma News

Atualizado: Segunda-feira, 30 Novembro de 2015 as 4:11

Estudos mostram que 31% dos americanos, que antes faziam parte de uma igreja, se encontram hoje no status de "desigrejados". Essa estatística foi mostrada pelo sociólogo Josh Packard em uma conferência que discutia sobre "O Futuro da Igreja" com cerca de 130 líderes cristãos.

As estatísticas impressionam, e a perguntam que permeia estes dados é: O que há de errado com a igreja?

O pastor John White explica que, na realidade, os "desigrejados" citados nas estatísticas não abandonaram a igreja, apenas deixaram para trás as grandes instituições que suas denominações se tornaram.

"Ainda que os desigrejados não estejam na igreja institucional, a maioria deles não abandonaram Deus. Na verdade, alguns dizem que deixaram 'a igreja' para preservar na fé. O tipo de igreja que eles estão interessados ​​tem a aparência da igreja retratada no livro de Atos", explica White. 

White listou algumas das características da igreja do Novo Testamento:

1. Todas as igrejas na Bíblia se reuniram em uma casa, e funcionavam como uma pequena família espiritual. A atual igreja institucional, ao contrário, gasta uma grande quantidade de energia e dinheiro para obter e manter uma igreja.

2. As igrejas na Bíblia eram simples. Nós descrevemos a "igreja simples" como uma igreja onde qualquer crente possa dizer: "Eu poderia fazer isso!". ("Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus | Atos 4:13"). A igreja institucional, ao contrário, exige pessoas altamente qualificadas, com formações teológicas e altamente criativas para serem bem sucedidas.

3. Nas igrejas do Novo Testamento, todos usavam seus dons. Na igreja institucional, apenas algumas pessoas altamente talentosas (líderes de louvor, pregadores, etc.) usam seus dons.

4. Na igreja do Novo Testamento, Jesus trouxe a agenda das reuniões. Nas igrejas institucionais, algumas pessoas, muito inteligentes, é quem projetam as experiências de adoração.

5. No Novo Testamento, as igrejas foram iniciadas em algumas horas ou alguns dias. As igrejas institucionais exigem um grande planejamento e recursos, e levam meses ou anos para começarem.

veja também