Pastor descobre participação do filho em crime e o entrega à polícia

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 29 Dezembro de 2015 as 9:37

Pastor descobre participação do filho em crime e o entrega à políciaNa última sexta-feira, 26/12, um jovem de 18 anos foi levado pelo próprio pai à delegacia, após este suspeitar que o filho estaria envolvido no furto de um celular.

O crime teria sido cometido junto com outro rapaz, de 19 anos, na última quinta-feira, 25/12, em uma avenida, no bairro Nova Canaã, zona oeste da capital. Segundo a Polícia Militar, os dois criminosos foram reconhecidos pela vítima.

Um dos suspeitos foi identificado pilotando a mesma moto que havia sido usada no crime.

"A vítima tinha informado a placa do veículo. Estávamos em patrulhamento e vimos a moto circulando na rua. Entramos em contato com a dona do celular e a levamos à casa do piloto após descobrir onde ele mora. No local, ela o reconheceu como sendo um dos autores do furto do celular. Ele negou", esclareceu um policial.

Já o pai que levou o outro rapaz à delegacia foi quem encontrou o celular roubado com o filho e, por desconfiar da participação do jovem no crime, o encaminhou à polícia, com o dispositivo nas mãos.

O pai do rapaz é pastor e afirmou que acredita que não foi o filho quem roubou o celular da vítima, mas entende que se o celular ficou com o rapaz, este se caracteriza como cúmplice.

"Não é certo eu ser conivente com algo errado. Quando ele ligou e contou toda a situação, resolvi trazê-lo à delegacia, mesmo sabendo que ele pode ir para o presídio. Meu filho é trabalhador, evangélico e nunca se envolveu com a polícia. Apesar de ter ficado com o celular, é um rapaz bom. O problema são as companhias e as amizades. O amigo dele que pegou o celular também frequenta a igreja, porém tem um 'histórico problemático'. É complicado", pontuou.

A vítima contou que, de fato, não foi o filho do pastor quem pegou o celular de suas mãos - o jovem foi reconhecido assim que chegou à delegacia - mas o rapaz estava pilotando a moto usada no assalto.

"Eles estavam em uma moto. O filho do pastor era quem pilotava e o da garupa foi quem pegou meu celular, que estava no bolso de trás. Ainda tentei segui-los, mas não consegui alcançá-los", resumiu.

Os jovens foram levados à Central de Flagrantes 1, no 5º Distrito Policial.

Com informações do G1

veja também