Pastor diz que anúncios ateístas podem ser "benéficos ao cristianismo" em sua cidade

O pastor Jeff Hayes disse que os ateus que criticam a religião podem ser apenas "pessoas com uma predisposição ao cristianismo", que precisam de oração para experimentar um despertar espiritual pessoal.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 17 Maio de 2016 as 1:05

Anúncio financiado por líder ateu diz: "98 milhões de americanos estão vivendo felizes sem religião. Ser uma pessoa não está ligado a um deus". (Foto:  KSFY)
Anúncio financiado por líder ateu diz: "98 milhões de americanos estão vivendo felizes sem religião. Ser uma pessoa não está ligado a um deus". (Foto: KSFY)

Um pastor da cidade de Sioux, em Dakota do Sul, acredita que anúncios ateístas controversos, expostos recentemente em outdoors na cidade podem na verdade, "beneficiar o cristianismo".

O comentário do pastor Jeff Hayes, da igreja 'Faith Temple' se referiu aos 20 outdoors com temática ateísta, instalados em sua cidade, que exibem mensagens como "Deus não criou o homem" e "a oração não funciona". Ele disse à estação de notícias locais 'KOTA-TV', que os ateus que criticam a religião podem ser apenas "pessoas com uma predisposição ao cristianismo", que precisam de oração para experimentar um despertar espiritual pessoal.

"Eu acho bom que os cristãos tenham uma reação contra isso [anúncios ateístas], mas também acho que nós devemos orar por eles, acreditando que se existe um Deus, Ele grande o suficiente para revelar a eles", acrescentou Hayes.

Os outdoors foram erguidos por Dale Hemming, fundador dos grupos filiados ao 'Freethinkers' ('Pensadores Livres'), em Sioux Falls.


Intenções
Hemming disse à emissora 'KDLT-TV' que ele espera que seus anúncios - que ele financiou por conta própria - venham a "fazer com que as pessoas parem e pensem sobre a sua religião com mais frequência".

"Eu realmente quero que as pessoas comecem a pensar sobre essas coisas", disse ele ao meio de comunicação local. "Apenas repetir o que lhes foi ensinado quando eram crianças não é uma boa forma de levar a vida. Você tem que ir além do que lhe foi dito aos 6 anos de idade".

Esta não é a primeira vez que Hemming financiou a instalação de anúncios ateístas na cidade de Sioux. Como relatou à 'KSFY-TV', o líder ateu instalou 13 cartazes em 2015 com mensagens, como: "criacionismo, design inteligente e a terra ter apenas 6.000 anos de idade são ideias totalmente sem sentido".

O objetivo da Hemming com os painéis agora é o mesmo que teve em 2015.

"As pessoas estão definitivamente lendo-os e vendo a informação que eu estou colocando lá fora. Esse é o meu objetivo: fornecer essas informações a eles, que provavelmente não irão buscar nos jornais ou em suas conversas normais".

Outro grupo ateu, o 'Freethinkers Tri-State ', foram recentemente impedidos de instalar seus outdoors com mensagens controversas nas estradas de 'Grant County', em Kentucky.

Os cartazes foram feitos para protestar contra o parque temático cristão 'Ark Encounter' ('Encontro da Arca'), um parque interativo bíblico, que tem inauguração prevista para julho deste ano (2016).


Reação
Jim Helton, presidente do 'Freethinkers Tri-State', disse ao jornal 'Courier' que, embora o seu grupo já tenha arrecadado 10.000 dólares para financiar os outdoors, não conseguiu encontrar uma empresa disposta a instalá-los com as mensagens, que dizem que "a história da Arca de Noé é a celebração do genocídio e incesto".

"Temos 10.000 dólares e não encontramos nenhuma empresa de outdoors em Kentucky que aceite o nosso dinheiro", disse Helton ao meio de comunicação local.

O grupo tinha inicialmente contratado uma empresa de outdoors em Cincinnati, Ohio, para colocar os anúncios teor ateísta, mas depois que o caso ganhou atenção na mídia nacional, a empresa abandonou o projeto.

O grupo ateu também não conseguiu convencer uma empresa de anúncios móveis (instalados em um caminhão) a exibir as mensagens controversas. O proprietário do caminhão onde seria exposta a propaganda disse ao jornal 'Courier' que ele "estava preocupado com sua segurança".

veja também