Pastor é assassinado após ser confundido com um PM no RJ

Bandidos atiraram porque confundiram o terno do pastor com uma farda policial.

fonte: Guiame, com informações de G1

Atualizado: Segunda-feira, 25 Abril de 2016 as 11:09

Wagner Honório Lopes foi enterrado na tarde deste domingo, em Inhaúma. (Foto: Ricardo Rigel/ Extra)
Wagner Honório Lopes foi enterrado na tarde deste domingo, em Inhaúma. (Foto: Ricardo Rigel/ Extra)

Depois de ser confundido com um policial militar, um pastor evangélico foi morto por traficantes em uma favela do Rio de Janeiro.

O enterro de Wagner Lopes Honório, que era pastor de uma igreja no Jacarezinho há nove anos, aconteceu neste domingo (24) no cemitério de Inhaúma, na Zona Norte.

Centenas de pessoas entre amigos da família, vizinhos e fiéis da igreja, estiveram presentes no local. Wagner foi atingido por um tiro, aos 47 anos, quando voltava para casa depois de um encontro de oração.

“Um homem de Deus, íntegro, trabalhador, um chefe de família excelente e fazia um trabalho evangelístico muito grande ali no Jacarezinho”, disse o pastor Judson Barros.

Moradores da região relataram à polícia que Wagner foi assassinado por traficantes em um beco na comunidade e que os bandidos atiraram porque confundiram o terno que o pastor usava com a farda de um policial militar.

“Ele tem quatro filhos, três homens e a minha filha, de 9 anos, que ontem gritava muito que queria o pai de volta. É uma coisa meio triste, né? Começamos a namorar com 14 anos e íamos fazer 25 anos de casados”, disse a viúva Kátia Elaine.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios. Uma perícia foi feita no local do assassinato, e as testemunhas serão ouvidas para tentar identificar os autores do crime.

veja também