Pastor e esposa são assassinados nos EUA e filho do casal é acusado pelo crime

As investigações têm apontado o próprio filho do casal - um adolescente de 16 anos - como o principal suspeito do crime. O garoto ainda não teve seu nome revelado, por ser menor de idade.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 2 Agosto de 2016 as 5

Pastor Antonio e esposa foram assassinados em sua própria casa, em Houston. (Foto: AN24Net)
Pastor Antonio e esposa foram assassinados em sua própria casa, em Houston. (Foto: AN24Net)

"Não faz sentido". A declaração feita por um dos familiares das vítimas ressalta o mistério por trás do assassinato do pastor norte-americano, Antonio Armstrong e sua esposa, Dawn. O crime aconteceu na última sexta-feira (29), em Houston, Texas (EUA).

As investigações têm apontado o próprio filho do casal - um adolescente de 16 anos - como o principal suspeito do crime. O garoto ainda não teve seu nome revelado, por ser menor de idade.

Depois do tiroteio, o filho adolescente do casal ligou para a emergência (911), por volta de torno de 1:30, segundo relatos do jornal 'New York Daily News'.

A polícia chegou à casa dos Armstrong, localizada ao sudoeste de Houston e encontrou o corpo de Dawn Armstrong, de 42 anos.

Fontes policiais disseram à emissora 'KTRK' que o pastor, também de 42 anos de idade, foi levado para o hospital em estado crítico, mas foi declarado morto depois, não resistindo ao grave ferimento, causado pelo tiro que levou na na cabeça.

Os investigadores que fizeram as buscas na casa do casal encontraram uma arma ainda fumegante com uma nota enigmática ao lado dela. O bilhete dizia: "Eu estive te observando".

O filho adolescente do casal foi posteriormente preso e acusado de homicídio, de acordo com a agência de notícias 'KPRC Houston'.

Os dois outros filhos do casal também estavam na casa quando o crime ocorreu, mas saíram ilesos, segundo relatos.

"Não havia nada faltando. Não houve negligência ou qualquer coisa. Não havia nada que mesmo poderia justificar esta situação", disse o primo de Dawn Armstrong, Vaun Lee, aos repórteres. "Isso não faz muito sentido. Não faz sentido".

Antonio Armstrong foi pastor associado do igreja 'Spirit and Life Kingdom' no sudoeste de Houston, que é liderada por sua mãe, a Pastora Kay Shorter.

"Esta era uma família proeminente", disse o investigador Jimmy Dodson, do Departamento de Homicídios de Polícia de Houston, à KPRC2. "O pai era um chefe de família trabalhador. Ele era um pastor associado de uma igreja da área. Ele era um grande homem. A mãe era aparentemente uma grande mãe, de acordo com membros da família. Como eu disse, era uma espécie de 'família modelo' para todos os americanos".

O motivo aparente que levou à ocorrência do crime ainda não foi divulgado.

O pastor Armstrong era um ex-atleta profissional, instrutor físico e palestrante motivacional.

"Antonio cresceu no interior da cidade. Nós ministrávamos às crianças da cidade. E ele foi uma das crianças que cresceu focado. Ele sabia que Jesus Cristo era o seu Senhor e salvador. Ele mudou sua vida e realizou sonhos que nem imaginava que conseguiria", disse Binkley.

Armstrong jogou uma temporada para o time de futebol americano 'Miami Dolphins' em 1995, de acordo com site oficial da Liga Norte-americana 'NFL.com'.

Uma página foi criada no site 'GoFundMe' para ajudar a família do pastor após o tiroteio já arrecadou mais de 75 mil dólares em apenas dois dias.

veja também