Pastor ex-muçulmano descreve qual deve ser a posição da igreja sobre o ISIS

"Como igreja, temos uma posição para tomar, e nenhuma outra entidade, nenhuma outra organização, clube ou comunidade, pode jogar essa posição".

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 17 Dezembro de 2015 as 4:01

Naeem Fazal (Foto: divulgação)
Naeem Fazal (Foto: divulgação)

Naeem Fazal, o autor de “Ex-muçulmano” diz que há apenas uma posição que a igreja deve tomar quando se trata de responder a pergunta: o que devemos fazer para evitar que grupos terroristas islâmicos, como ISIS ataquem a América e outros lugares?

Fazal, que é o pastor da Igreja Mosaic em Charlotte, disse recentemente: "como igreja, temos uma posição para tomar, e nenhuma outra entidade, nenhuma outra organização, clube ou comunidade, pode jogar essa posição. Nós somos os únicos que podem tomar esta posição e realmente fazer a diferença”, falou o líder.

"E essa posição não é uma afirmação ou uma idéia ou uma solução. A posição é, na verdade fisicamente estar de joelhos. Porque ninguém está ficando de joelhos. Ninguém mais está pensando dessa forma. Ninguém mais é chamado para fazer isso,” declarou.

Uma semana após os ataques terroristas em San Bernardino, Fazal chama atenção para um vídeo que ele fez logo após a tragédia perpetrada pelo ISIS em Paris.

Em “Ex-muçulmano”, ele conta a incrível história de ter uma experiência sobrenatural com Cristo que mudou o curso de sua vida. Fazal é um paquistanês, que nasceu e foi criado no Kuwait. Ele cresceu em uma família muçulmana, era um adolescente no meio da Guerra do Golfo, e veio para os Estados Unidos em 1992.

O vídeo foi postado por sua igreja com o título "Igreja Mosaic | Posição no ISIS". Durante sua mensagem, ele é frequentemente convidado a dar respostas a perguntas difíceis sobre a violência decorrente de organizações como a ISIS.

Ele falou sobre uma mulher que perguntou: "como é que vamos evitar outro 11 de setembro?". Sua resposta foi que a igreja deve assumir uma posição de oração. Ele ilustrou seu ponto através do livro de Daniel, começando no capítulo 10, onde Daniel está tendo uma conversa com um "ser angelical." Ele descreve como Daniel chega à conclusão de que suas orações pode ser uma parte do plano de Deus.

"A oração nos permite matar algumas coisas", incluindo "demônios interiores", explicou Fazal. Além disso, a oração pode trazer uma paz dentro de si mesmo que isso ultrapasse o entendimento. Entre outros atributos de oração, ele disse que ela "coloca o Cristão em proteção sobrenatural."

"A oração é mais do que uma conversa", disse ele. “Em Mateus 18, Jesus está dizendo que você tem o poder de oração para acessar e controlar as coisas que você não vê". Fazal concluiu sua mensagem dizendo que Deus pode "sobrenaturalmente mostrar-se a um homem-bomba e dizer: 'Você não está indo acabar com todas essas pessoas. Seu plano era matar milhares e milhares de pessoas". “É a oração da igreja que tem impedido milhares de mortes que os terroristas haviam planejado”, disse o pastor.

Confira o vídeo

veja também