Pastor John Hagee cita acordo com o Irã e Luas de Sangue como sinais do fim dos tempos

O pastor acredita que a tétrade atual das Luas de Sangue é um sinal de Deus para o mundo de que algo grande está para acontecer, envolvendo Israel e Irã, considerando que uma arma nuclear possivelmente seja o "gatilho" para uma guerra.

fonte: Guiame, com informações do Charisma News

Atualizado: Quinta-feira, 17 Setembro de 2015 as 3:34

John Hagee é pastor, escritor e lidera a igreja Cornerstone, em San Antonio (Texas / EUA).
John Hagee é pastor, escritor e lidera a igreja Cornerstone, em San Antonio (Texas / EUA).

 

A ascensão do Estado Islâmico; o acordo nuclear entre as potências mundiais e o Irã; a guerra entre Israel e o grupo separatista palestino Hamas. Todos estes eventos de grande projeção mundial têm ganho destaque desde a Páscoa de 2014, quando a primeira de uma série de quatro luas de sangue apareceu no céu.

Estamos agora nos aproximando da última dessas luas de sangue, e alguns acreditam que ela poderia ser um sinal de que o fim dos tempos está próximo.

É chamado de "tétrade lunar": quatro eclipses lunares totais aparecendo em rápida sucessão, com poucos meses de intervalo entre si e dando à cor da lua, um tom avermelhado como de sangue.

Esta tétrade pode ter sido uma ocorrência rara ao longo da história, pela qual ainda estamos passando. Tudo começou em abril de 2014, com o feriado judaico da Páscoa, quando a primeira lua de sangue apareceu. Em breve, vamos ver a lua de sangue final: em 27 de setembro, durante a festa judaica dos Tabernáculos.


Sinal divino?
A lua de sangue final surge na mesma época em que o acordo nuclear entre grandes potências mundiais e o Irã está prestes a ser concluído. Muitos temem que esta negociação pode resultar em guerra.

"Eu já disse isso muitas vezes e digo de novo: o dia em que a América virar as costas para Israel será o dia em que Deus vai virar as costas para a América", disse o pastor John Hagee, que lidera a igreja Cornerstone, em San Antonio (Texas / EUA). "O dia em que este acordo nuclear com Irã for finalmente assinado, selado e entregue, será o dia em que vamos enfiar o dedo no olho de Deus".

Hagee é autor do livro best-seller "Quatro Luas de Sangue" e aparece em um recente filme que leva este mesmo nome.

Ele acredita que a tétrade atual das Luas de Sangue é um sinal de Deus para o mundo de que algo grande está para acontecer, envolvendo Israel e Irã, considerando que uma arma nuclear possivelmente seja o "gatilho" para uma guerra.

"O que os Estados Unidos da América têm feito no acordo com o Irã é garantir guerra", Hagee disse à CBN News. "Qualquer pessoa no mundo que tenha qualquer concepção sobre a ideologia do Irã sabe que a guerra está chegando. Essas pessoas estavam gritando 'morte à América' e 'Morte a Israel' no dia em que o acordo foi assinado no Irã".

"O Irã vem dizendo há anos que ele estão prontos para varrer Israel do mapa", continuou ele. "Eles têm a vontade de fazê-lo e agora que a administração Obama tem pavimentado o caminho para eles construírem uma arma nuclear, o Irã tem o poder de fazê-lo".

Hagee observa que as três tétrades de Luas de Sangue anteriores anteriores caíram em dias de festas judaicas - 'coincidindo' com grandes eventos, significativos para Israel e o povo judeu:

Em 1492, os judeus foram expulsos da Espanha e Colombo descobriu a América, que se tornaria um refúgio seguro para o povo judeu.

Em 1948, Israel foi re-nascido como uma nação.

E, em 1967, Israel recapturou Jerusalém durante a Guerra dos Seis Dias.


Sem Coincidências
As Luas de Sangue são mencionados nas escrituras, inclusive no Livro de Joel, no livro do Apocalipse e no Livro de Atos.

"O profeta Joel escreve as palavras: 'Eu, o Senhor, farei com que o sol não brilhe mais a sua luz [eclipse solar] e lua vai se transformar em sangue, antes do grande e glorioso dia do Senhor", disse Hagee. "Gênesis 1:14 também diz que Deus está usando o sol, a lua e as estrelas para enviar sinais para a humanidade".

"Deus usou as estrelas para fazer com que os Magos encontrassem Jesus Cristo", continuou ele. "Quando estava na batalha dos cinco reis, Josué ordenou que a lua e o sol ficassem parados por quase um dia".

Hagee acredita que a atual tétrade de Luas de Sangue durante festas judaicas e os inimigos de Israel entrando em marcha não são coincidências.

"A evidência é muito clara nas Escrituras, que nos dizem que Deus controla o sol, a lua e as estrelas", disse ele. "E que Deus está nos enviando sinais através do sol, da lua e das estrelas. A questão é, será que estamos compreendendo estes sinais?".

veja também