Pastor leva seis tiros, mas sobrevive e médicos reconhecem: "Milagre"

Segundo um amigo dos pastor Tim Remington, uma das balas tentou alcançar o cérebro, mas acabou parando no crânio. "Na Sala de emergência, [os médicos] estão chamando isto de milagre", relatou o amigo.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 8 Março de 2016 as 8:53

Pastor Tim Remington tem sido um apoiador da candidatura de Ted Cruz à presidência dos EUA. (Foto: Kathy Plonka / The Spokesman-Review)

 Um pastor de 55 anos, em Idaho (EUA) foi baleado por um ex-fuzileiro naval no estacionamento de sua igreja, no último domingo (6). A polícia ainda estava à procura do suspeito segunda-feira, enquanto a condição da vítima foi descrita como estável.

O Pastor Tim Remington da Igreja do Altar, em Coeur d'Alene, Idaho, foi internado no Centro de Saúde Kootenai e já encontrava-se em condição estável no início da última segunda-feira (7), de acordo com o jornal 'KREM 2'.

A condição do pastor havia sido descrita como "crítica" no domingo em que o crime ocorreu. Seus ferimentos, incluíam um pulmão perfurado da pelve quebrada, de acordo com a Fox 13.

"Uma das balas tentou entrar no cérebro, mas parou no crânio", escreveu Roger Crigger, um amigo do pastor, em um post Facebook. "Na Sala de emergência, [os médicos] estão chamando isto de um milagre. Eu também estou dizendo que, pelos padrões do mundo de hoje é um milagre".

Remington havia participado recentemente de um comício do candidato cristão republicano à presidência, Ted Cruz, no último sábado e chegou a subir ao palanque para orar pelo candidato.

O suspeito de ter cometido o crime tem 30 anos de idade e foi identificado como Kyle Andrew Odom. Acredita-se que, estando armado e perigoso, ele atirou em Remington no estacionamento da igreja, no domingo à tarde. Odom, que foi descrito como um homem branco, com cabelos loiros e olhos azuis, fugiu do local em um Honda Accord 2004, da cor prata. pastor Remington sofreu vários ferimentos a bala.

Odom é um ex-fuzileiro naval, de acordo com o jornal The Washington Post.

Pastor Associado da Igreja do Altar, John Padula disse à NBC News que a igreja estava orando, tanto pelo pastor Remington, quanto pelo atirador.

"Nós não vamos amá-lo [atirador] menos do que qualquer outra pessoa", disse Padula. "E nós oramos para que ele venha a conhecer Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Então nós não queremos que nada de ruim acontecer com ele".

"Nossas orações também estão com Pastor Tim, sua família e os médicos que supervisionam o seu cuidado", disse Catherine Frazier, um porta-voz da campanha de Cruz. "Oramos por sua recuperação completa e somos gratos pelos esforços da aplicação da lei para garantir que o atirador seja rapidamente levado à justiça".

Pastor Remington também preside o Centro de Reabilitação Bom Samaritano, uma casa de recuperação para viciados em álcool e drogas, no estado de Idaho.

veja também