Pastor lista 3 tendências para a Igreja nos próximos dez anos

Com base em pesquisas, estatísticas e extrapolações, o pastor e autor americano Ed Stetzer observou, no jornal The Exchange, três tendências importantes para a igreja nos próximos 10 anos.

fonte: Guiame, com informações de The Exchange

Atualizado: Sexta-feira, 24 Abril de 2015 as 10:04

Tendências importantes para a igreja nos próximos 10 anos.
Tendências importantes para a igreja nos próximos 10 anos.

 

Com base em pesquisas, estatísticas e extrapolações, o pastor e autor americano Ed Stetzer observou, no jornal The Exchange, três tendências importantes para a igreja nos próximos 10 anos:

Tendência 1: A ‘hemorragia’ do protestantismo precursor

Esta tendência não é novidade, e há esforços para revertê-la. O protestantismo precursor é, talvez, a parte mais conhecida do protestantismo, muitas vezes representado pelo que são chamadas de "sete irmãs" das igrejas tradicionais. As principais igrejas são mais do que estas, mas estas sete são as mais conhecidas, talvez:

Igreja Unida Metodista
Igreja Evangélica Luterana na América (ELCA)
Igreja Episcopal
Igreja Presbiteriana (EUA)
Igrejas Batistas Americanas
Igreja Unida de Cristo (UCC)
A Igreja Cristã (Discípulos de Cristo)

O protestantismo precursor está em apuros e em declínio substancial. Alguns estão tentando inverter esta situação, através de evangelismo e iniciativas de plantação de igrejas. No entanto, esta é uma batalha difícil e, como um todo, o protestantismo precursor continuará tendo seu espaço.

Tendência 2: o crescimento contínuo do pentecostalismo e do movimento carismático

A segunda coisa que eu acho que você vai continuar vendo é o contínuo crescimento do pentecostalismo e o movimento carismático. Os carismáticos e pentecostais já ganharam a adoração na maioria das igrejas.

Em outras palavras, pentecostais e carismáticos estão crescendo e influenciando, mas eles também parecem muito menos que os pentecostais e carismáticos de algumas décadas atrás.

Muitos no movimento estão se afastando das “esquisitices e excessos do pentecostalismo”, enquanto os evangélicos estão se movendo em direção a teologia cheia do Espírito e ministérios dirigidos pelo Espírito.

Tendência 3: Redes de igrejas irão aumentar em número e influência

Grandes denominações ainda fazem a maior parte de plantação de igrejas. No entanto, as redes estão crescendo em influência e impacto.

Ironicamente, algumas redes estão se tornando denominações. Por exemplo, tanto o Vineyard e Calvary Chapel, alguns dos precursores de redes, funcionam basicamente como denominações hoje.

As redes são predominantemente compostas por igrejas evangélicas não confessionais. 

Todas essas tendências têm implicações, algumas boas e outros não tão boas. Mas, os fatos são nossos amigos. Ao olharmos para os próximos anos, temos de fazê-lo com discernimento e esperança sobre o que Deus está fazendo no mundo através de suas igrejas.

veja também