Pastor perdoa pessoa que vandalizou sua igreja: "É alguém que precisa de Jesus"

Mesmo sem saber quem foi o responsável por danificar uma estátua de Jesus à frente do templo de sua igreja, o pastor Brad Flaskamp convidou essa pessoa para participar de um culto.

fonte: Guiame, com informações do Gospel Herald

Atualizado: Quinta-feira, 23 Fevereiro de 2017 as 8:57

Pastor Brad Flaskamp em frente à sua igreja. (Foto: Huffington Post Canada)
Pastor Brad Flaskamp em frente à sua igreja. (Foto: Huffington Post Canada)

Um pastor de Indiana perdoou e convidou para a igreja o responsável pela 'decapitação' de uma estátua de Jesus Cristo - localizada à frente do templo - pela segunda vez em duas semanas.

O pastor Brad Flaskamp, ​​da Igreja da Pentecostal de Cottage Avenue, em Indianápolis, disse à FOX 59 que a cabeça da estátua foi recolocada após o primeiro incidente, mas depois foi removida e roubada na noite de sábado ou na manhã de domingo. Ele acrescentou que quem cometeu o bizarro crime teria precisado de uma marreta para infligir o dano.

"Isso me deixa triste... por que alguém faria algo assim?", questionou o pastor. "Eu estava esperando que fosse apenas um ato aleatório para destruí-lo em primeiro lugar".

"Essa pessoa é alguém que está precisando de Jesus, isso é certo. E não apenas a sua cabeça, essa é a verdade", acrescentou.

O pastor Flaskamp disse que está disposto a perdoar o vândalo se ele devolver a cabeça da estátua e até espera que eles compareçam a um culto em sua igreja.

"Eu diria que nós [igreja] amamos você. Adoraríamos ter a cabeça da estátua de volta e gostaríamos de recever você também em nossa igreja", disse o pastor. "Nós o receberíamos, nós o perdoaríamos. É disso que se trata toda esta situação".

A Polícia Metropolitana de Indianápolis está investigando o incidente, mas disse que é difícil encontrar o responsável porque uma câmera de segurança apontada na direção da igreja não estava funcionando nos momentos em que os crimes aconteceram.


Vandalismo na Europa
Em dezembro de 2016, um incidente semelhante ocorreu na região de Münster, no oeste da Alemanha, onde dezenas de estátuas cristãs foram destruídas, incluindo uma de Jesus Cristo, que teve a cabeça cortada.

Devido à grande população muçulmana na região, a polícia esteve investigando seis homens com supostas ligações a extremistas islâmicos, mas desistiu depois que três fugiram para a Síria, um morreu e os outros dois deixaram o raio de alcance das investigações, de acordo com o site internacional 'Heavy'.

Günther Fehmer, que supervisiona as finanças da cidade, estimou o custo dos danos como uma enorme quantia de seis dígitos e explicou que as próprias comunidades teriam que pagar pelo reparo e substituição das estátuas. Infelizmente, há pouco do que pode ser feito para combater a onda de vandalismo, disse ele.

"Você não pode levar essas esculturas para dentro dos templos à noite ou vigiá-las durante toda a noite", disse ele. "E uma câmera de vídeo em espaços públicos também é algo problemático".

Esta não é a primeira vez que estátuas religiosas e artefatos foram alvos na área: De acordo com o tablóide alemão 'Bild', 40 esculturas foram desfiguradas nos últimos dois anos.

veja também