Pastores espalham cartazes pelos EUA para mostrar que Jesus é o foco do Natal

O Pr. Terry acredita que a cultura que celebra o Natal e a Páscoa é inadequada. "Os dois dias mais sagrados da história humana foram profanados. No Natal, nós mostramos aos nossos filhos um homem vestido de vermelho, e na Páscoa, um coelho e alguns ovos."

fonte: Guiame, com informações de The Leaf-Chronicle

Atualizado: Segunda-feira, 30 Novembro de 2015 as 2:54

O pastor imprimiu milhares de cartazes com a frase: “Christmas is all about Jesus" ("O Natal se resume em Jesus", em tradução livre). (Foto: Tony Centonze/ The Leaf-Chronicle)
O pastor imprimiu milhares de cartazes com a frase: “Christmas is all about Jesus" ("O Natal se resume em Jesus", em tradução livre). (Foto: Tony Centonze/ The Leaf-Chronicle)

A nova missão que o pastor norte-americano Jimmy Terry, da Igreja Batista Tabernáculo tomou para si é a de fazer com que todo o mês de dezembro seja uma celebração à Jesus. 

Ele imprimiu milhares de cartazes com a frase: “Christmas is all about Jesus" ("O Natal se resume em Jesus", em tradução livre) e pretende distribuí-los nas 95 cidades de Tennessee.

"Este ano estamos pedindo aos cristãos em todo o estado de Tennessee para nos ajudar a espalhar a nossa mensagem", disse Terry. "No próximo ano, nós esperamos que este movimento no Tennessee possa influenciar o resto da nação."

Terry acredita que a cultura que celebra o Natal e a Páscoa é inadequada. "Os dois dias mais sagrados da história humana foram profanados. No Natal, nós mostramos aos nossos filhos um homem vestido de vermelho, e na Páscoa, um coelho e alguns ovos."

O pastor lamenta que os holofotes do Natal não incluam Jesus. "Nós temos que deixar Satanás destronar Jesus Cristo", afirma.

Dwight Dickson, diácono na Primeira Igreja Batista, criticou o comércio feito pelas empresas em cima da celebração do nascimento de Jesus. 

"Nós deixamos que esses dias santos se tornassem feriados comerciais", desabafa. "Ele acabou se transformando em uma maneira de os comerciantes lucrarem. Perdemos o significado do Natal."

veja também