Pesquisa: maioria dos eleitores brasileiros são contra aborto, casamento gay e legalização da maconha

Frente a questionamentos a respeito de temas, como descriminalização do aborto, legalização de drogas e casamento gay, os dados mostraram que a sociedade brasileira ainda se posiciona contra estas propostas.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 10 Setembro de 2014 as 4:48

Pesquisa: maioria dos eleitores brasileiros são contra aborto, casamento gay e legalização das drogasUma pesquisa publicada recentemente pelo Ibope revelou dados de certa forma "surpreendentes" para muitos. Frente a questionamentos a respeito de temas - atualmente polêmicos no país - como descriminalização do aborto, legalização de drogas e casamento gay, os dados mostraram que a sociedade brasileira ainda se posiciona contra estas propostas.

Segundo a pesquisa, 79% dos eleitores brasileiros (cristãos ou não) são contra a legalização do comércio da maconha e apenas 17%, a favor. As estatísticas também se assemelharam a estes números com relação ao do aborto: 79% são contrários à descriminalização e 16%, favoráveis.

Já com relação ao casamento gay, a diferença ser entre a favor e contra, é um pouco menor nos percentuais, porém ainda pende para o lado da desaprovação da proposta, com 53% a 40%.

Em pauta
De certa forma, o tema da aprovação ou desaprovação do casamento gay voltou a ganhar força com uma recente decisão do PSB em retirar de seu site oficial, trechos que defendiam a proposta e o já barrado PLC 122.

A decisão foi alvo de protestos de militantes gays, como o deputado Jean Willys (PSOL - RJ) e comemorada por líderes cristãos, como o Pr. Silas Malafaia (AD Vitória em Cristo), Bispo Rodovalho (Sara Nossa Terra) e o deputado Marco Feliciano (PSC - SP).

Prevenções e remediações
Outras questões também levantadas foram a pena de morte e a redução da maioridade penal.

Quanto à pena de morte, a pesquisa revelou que 46% defendem a medida, e 49% a rejeitam.

Porém quando questionados sobre a redução da maioridade penal, oito em cada dez brasileiros se mostraram a favor.

Com informações do Estadão

veja também