"A política não é para ficar na mão do diabo", diz Marcelo Aguiar em entrevista

"Sabemos que quando o justo governa a gente tem um tempo melhor na terra. Quando não é alguém com quem temos aliança, nós sofremos", comenta o deputado federal

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 10 Setembro de 2014 as 3:29

Marcelo AguiarMarcelo Aguiar é deputado federal, cantor e servo de Jesus Cristo. Na política, o parlamentar também é membro da diretoria das Frentes Parlamentares Mistas Evangélica e de Defesa da Família.

Em entrevista ao GUIAME, Aguiar comentou o momento político que vive o Brasil, o papel da Igreja e a importância de escolher bons representantes da nação.

“Acho que é simples o que é mais simples do que: O que é papel da igreja ou não é, o que é espiritual ou não espiritual, o que é terreno ou o que é do céu. Saul foi rei e quem o instituiu foi Deus. Quem institui as autoridades é Deus e não o diabo. Quem instituiu todas as autoridades que passaram pelo Brasil foi Deus. ‘Ah, então Deus instituiu o Lula’? Sim, foi Ele quem permitiu. Foi a vontade do povo. Se o povo errou, a culpa é do povo e não de Deus. Deus não vota, Ele nos dá direção e livre arbítrio.

Nós temos obrigação de colocar nosso representante na nação. A Igreja tem um papel de responsabilidade muito maior que o ímpio porque nós conhecemos a Palavra e sabemos que quando o justo governa a gente tem um tempo melhor na terra. Quando não é alguém com quem temos aliança, nós sofremos. E a Igreja sofre com falta de alvará de funcionamento, sofre quando quer fazer evento e é barrada, sofre quando não pode evangelizar na rua, sofre com lei do aborto, enfim.

Está na hora de a Igreja entender que a política não é para ficar na mão do diabo e que as pessoas não podem usar a máquina do governo apenas para enriquecer, lavar dinheiro, criar estadas que não existem, pontes que não chegam a lugar nenhum, e começar a aplicar esses recursos em projetos que nos tragam uma cidadania digna.

Marina Silva é um exemplo, ela tem aliança com Deus. Muita gente vai dizer agora que a palavra profética está se concretizando, e está mesmo. Se a gente não fizer a nossa parte, Deus vai ter que fazer, mover céus e terra para colocar alguém que tenha aliança com Ele no governo. E a Igreja vai se calar? Não. A Igreja tem que fazer seu trabalho.”


GUIAME.COM.BR

 

veja também