Por que Deus iria sacrificar o Seu único filho?

E se a resposta correta a essa pergunta fizesse todo o resto entrar em foco?

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Sexta-feira, 5 Dezembro de 2014 as 9:34

Por que Deus iria sacrificar o Seu único filho?E se a sua vida na terra, em última análise, se resumisse a uma simples pergunta? E se a resposta correta a essa pergunta fizesse todo o resto entrar em foco? Você percebe que não sabe que isso é exatamente o que a Bíblia e o cristianismo ensina sobre Deus. Tudo se resume a uma questão. Se você acertar, você está em casa.

Aqui está a pergunta: Por que Deus iria sacrificar o seu único filho?

Tome o seu tempo para pensar em sua resposta. As ramificações são enormes. Talvez começar com esse pensamento. Ou Deus fez isso, ou ele não o fez. É verdadeiro ou falso. Não há uma terceira opção, certo?

Portanto, não é uma das mil possibilidades. É uma das duas possibilidades. E apenas duas. No entanto, mesmo assim, não é uma proporção meio a meio. Ou é completamente verdade, ou completamente mentira.

Se você se sentir um pouco "encaixotado" por esta análise, você simplesmente está sentindo o que é natural para o homem quando ele finalmente percebe que ele não pode evitar esse problema para sempre. Deus quer que você se sinta encurralado. Bem, mais ou menos.

Deus quer que você se depare com a mensagem de seu pecado, e o plano de salvação dEle. Deus quer que você descubra sua culpa perante o seu Criador e não há nada que você pode fazer para limpar a sua ficha. Só Deus pode lhe purificar, e Ele faz isso por quem depende do sacrifício de Cristo para o perdão dos pecados.

O homem nunca gostou de ser confrontado com seu pecado. Pelo menos não no início. É só quando aprendemos sobre o remédio de Deus para o nosso pecado que nós começamos a respirar mais fácil, e nos sentimos melhor sobre a nossa situação. Há uma paz que só Deus pode trazer à alma humana, e esta paz se encontra em um relacionamento pessoal com Jesus.

Mas por que Deus iria sacrificar seu único filho? Não haveria alguma outra maneira pela qual Deus poderia ter alcançado o mesmo objetivo? Obviamente que não. Se houvesse, Deus certamente teria ido por esse outro caminho. Em vez disso, Ele fez a única coisa que poderia salvar-nos da nossa condição perdida.

Mas por quê? Bem, Deus fez isso porque Ele nos ama. E o fez porque Ele quer um relacionamento eterno com a gente. Ele fez isso porque o nosso pecado exigiu um pagamento perfeito. E o sacrifício de Cristo na cruz foi este pagamento perfeito.

Quem poderia imaginar Deus faria uma coisa dessas? Ele vai totalmente contra as sensibilidades do homem. Mas Deus não o fez para que isto seja compreendido pelo homem. Ele fez isso para satisfazer a justiça e amor dEle. Uma vez que Deus é perfeitamente justo, Ele castiga o pecado. Mas Ele também é perfeitamente amoroso. Deus nos ama mesmo que nos voltemos contra Ele.

Se você pode quebrar seu coração e mente em torno do sacrifício de Jesus na cruz, você vai estar bem no seu caminho para a eternidade no paraíso. Mas se você não pode, então você vai perder a oportunidade de desfrutar um relacionamento eterno com o seu Criador.

Tudo se resume ao amor. O amor de Deus por nós. E o homem recebe esse amor e perdão por meio da fé.

Milhões de pessoas confiam que Cristo pode salvá-las. Mas por quê? Por que confiar em Deus e no que Ele diz sobre o seu pecado e o seu Salvador? Porque é verdade. Das duas opções que eu mencionei acima, a mensagem do sacrifício de Cristo para a salvação dos pecadores é a verdade. E porque é a verdade, aqueles que rejeitam o Plano continuam a caminhar em falsidade e escuridão. Ou seja, eles estão enganados em pensar que eles estão muito bem sem Cristo ou a Sua cruz. Mas nada poderia estar mais longe da verdade.

A cruz é tudo ou nada. Não há uma terceira opção. E Deus diz que é tudo. Foi na cruz onde Jesus suportou a ira de Deus contra o pecado. Deus odeia o pecado, mas ama a Seu Filho. Deus odeia o pecado, mas ama você e eu. Deus odeia o pecado, mas Ele perdoa os pecados daqueles que se arrependem e confiam em Cristo como Salvador. Só um plano de salvação de Deus, quer você perceba / aceite, ou não.

E se a sua vida na terra, em última análise, se resumisse a uma pergunta? E se essa questão não tinha nada a ver com o que está acontecendo na cultura pop de hoje, mas tudo a ver com o que está acontecendo na mente de Deus? Você pode não ter Deus em seu radar, mas isso não significa que você não está no radar dEle.

Sua vida. Seu pecado. O seu futuro. Sua eternidade. Sua alma. É tudo parte de um "drama" divino que está sendo jogado fora, hoje na frente de anjos e do Deus do céu.

Se a sua vida terminasse esta noite, você estaria do lado correto da graça e da misericórdia de Deus, ou do lado errado da Sua justiça e ira? Não se deixe enganar, meu amigo... a pensar que Deus vai deixar você fora do gancho, independentemente do que você faz com o Filho dEle. Esse tipo de manobra decorre do diabo, e sabemos como ela acaba. (No caso de você não saber, vá para Apocalipse 20:10).

Mas para nós que confiamos em Cristo, a fim de nossa vida na terra é o começo de um futuro glorioso no céu. Foi por isso que Deus sacrificou seu único filho. É tudo sobre o amor de Deus por cada um de nós, e seu desejo de passar a eternidade com a gente.

Até que você experimente o conforto de ser "encaixotado pelo amor de Deus", você não vai entender porque Ele sacrificou seu único filho. Você simplesmente não vai.

Por Dan Delzell - Pastor da Igreja Luterana Wellspring, em Papillon (Nebraska - EUA)

*Texto publicado originalmente no ChristianPost

**Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também