Quanto do Céu já existe em você?

Só entrará no céu quem já tiver o Céu em si. Quem não tiver, nem cogita o Céu, nem o Céu o cogita.

fonte: Guiame, Bruno Brandão

Atualizado: Quinta-feira, 14 Maio de 2015 as 8:36

Se João, o apóstolo, estava certo, Deus e o Céu nos homens é o bem e o amor nos homens.
Se João, o apóstolo, estava certo, Deus e o Céu nos homens é o bem e o amor nos homens.

Entrar ou não no Céu, nada tem a ver com porta ou porteiro. Em outras palavras, não terá uma roleta com alguém por trás dela tipo São Pedro, pedindo o ticket ou avaliando o curriculum para aprovação.

Só entrará no céu quem já tiver o Céu em si. Quem não tiver, nem cogita o Céu, nem o Céu o cogita. E digo isso não por qualquer motivo, a não ser pela pura e simples incompatibilidade existencial. É como, literalmente, um peixe fora d'água - ele nem quer e nem pode!

Pergunta: O quanto do Céu existe em você? Se João, o apóstolo, estava certo, Deus e o Céu nos homens é o bem e o amor nos homens.

Afinal, como dizem os poetas, santos e profanos, se não tiver amor, nada valerá a fé, o conhecimento, as experiências acumuladas, as conquistas realizadas, as dores sofridas, as lutas empreendidas e assim por diante.

Por fim, voltando a metáfora, se o Céu é como a terra e você é peixe, onde e como estão seus pulmões, se por outro lado, você é homem e o Céu é o mar, onde estão suas guelras e escamas?

Pense nisso sabendo que o que fará com que você entre ou não no Céu, será tão somente sua compatibilidade com ele - o que só Jesus pode produzir em metamorfoses contínuas e crescentes.

Quanto mais Cristo em você, mais do Céu, do amor, do bem em você! ("Aquele que faz o bem é de Deus; aquele que faz o mal, se quer, viu a Deus" 3Jo 1:11)

 

veja também