Rejeitados por mesquitas, refugiados muçulmanos voltam para Cristo na Inglaterra

Em apenas uma tarde de sábado, um grupo de 15 refugiados foram batizados na igreja da cidade de Stoke-on-Trent, na Inglaterra.

fonte: Guiame, com informações de CBN News

Atualizado: Quarta-feira, 20 Julho de 2016 as 12:28

Membros da igreja fornecem pacotes de comida para os refugiados duas vezes por semana. (Foto: The Guardian/Christopher Thomond)
Membros da igreja fornecem pacotes de comida para os refugiados duas vezes por semana. (Foto: The Guardian/Christopher Thomond)

Três a quatro migrantes muçulmanos aceitam a Cristo por cada semana na igreja St. Mark’s, na cidade de Stoke-on-Trent, na Inglaterra. Segundo o jornal britânico The Guardian, muitos deles foram afastados de mesquitas locais, e estavam desabrigados.

Em apenas uma tarde de sábado, um grupo de 15 refugiados foram batizados na igreja. A líder da congregação, a Rev. Sally Smith, permite que os requerentes de asilo fiquem em sua própria casa. Ela fornece a eles refeições, roupas, sapatos para as crianças filhos, e supre suas necessidades médicas.

A igreja está repleta de doações para iniciar a construção de uma nova casa. Membros fornecem pacotes de comida para os refugiados duas vezes por semana. Os migrantes muçulmanos recebem aulas de língua e, se necessário, passagem de ônibus de volta para casa.

"Somos parte de um reino onde não há funcionários da agência de fronteiras, onde não existem passaportes necessários, onde não existem centros de detenção de imigrantes", avalia Smith.

Refugiados que fazem travessias perigosas em vários continentes, acabam sendo deixados em Stoke-on-Trent. Para Smith, a igreja acaba se tornando uma família para aqueles que se encontram sozinhos.

"Com o movimento de massas em todo o mundo, temos pessoas de fé vindo da sociedade secular, e a fé realmente importa para elas", disse Smith. "Eles não estão muito incomodados sobre como sua fé é expressa."

veja também