Relembrando ataques de 11/09 em cultos, famílias dos EUA promovem campanha contra islamofobia

Eventos de caráter oficial também serão realizados pelo governo dos EUA, contando com a presença do presidente Barack Obama e orações pelas famílias que sofreram graves perdas nas tragédias.

fonte: Guiame

Atualizado: Quinta-feira, 11 Setembro de 2014 as 10:41

Relembrando ataques de 11/09, famílias promovem campanha contra islamofobiaChegando ao  13º aniversário dos ataques terroristas de 11 de setembro nos EUA, diversas igrejas têm lembrado o momento em cultos de oração. Cidadãos têm se reunido em diversas cidades, para orar pelas famílias que perderam entes queridos nos ataques ao World Trade Center, Pentágono, e no próprio voo 93.

Eventos de caráter oficial também serão realizados pelo governo dos EUA, contando com a presença do presidente Barack Obama e orações pelas famílias que sofreram graves perdas nas tragédias.

A organização "Families for Peaceful Tomorrows" ("Famílias pela Paz no Amanhã") também apoiaram não só a realização de diversos eventos de caráter memorial, mas também campanhas de paz entre as religiões, que trazem slogans, como "islamofobia não é bonito. Vamos construir pontes e não muros. O ódio fere, a esperança cura".

Segundo o diretor de Projetos da organização, Terry Greene, a ideia é mostrar que as famílias que sofreram perdas de entes queridos nestas tragédias não querem promover o ódio contra o islamismo.

"Nós queríamos fazer uma declaração clara de que nossos familiares que sofreram com os ataques de 11/09 não querem promover o medo e o ódio em nossos nomes. Acreditamos que unidade e tolerância inter-religiosa é o caminho a seguir para um futuro mais pacífico", disse.

O presidente e a primeira-dama vão dirigir um momento simbólico de silêncio no gramado sul da Casa Branca nesta quinta-feira. A cerimônia anual de Observância do 11 de Setembro também se realizará mais tarde no Memorial do Pentágono.

Com informações do Christian Head Lines

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br

veja também