Secretario da SBB conta a história da Bíblia em braile no Brasil: "O evangelho é para todos"

Em uma entrevista para o programa Mente Aberta, Marcos Lovera disse que o processo de desenvolver Bíblia em Braile demorou cerca de 10 anos, sendo lançada em novembro de 2002.

fonte: Guiame, com informações da Rede Super

Atualizado: Segunda-feira, 22 Agosto de 2016 as 6:04

A Bíblia é disponibilizada de forma gratuita desde 2002 e foi dividida em 38 volumes. (Foto: Divulgação).
A Bíblia é disponibilizada de forma gratuita desde 2002 e foi dividida em 38 volumes. (Foto: Divulgação).

Com o objetivo de alcançar pessoas com deficiência visual, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) custeou o processo de produção da Bíblia em braile e a publicou há mais de uma década em todo o Brasil. Para o Secretário Geral da SBB, Marcos Lovera, a criação da Bíblia para deficientes visuais é uma forma de evangelizar e permitir a eles uma oportunidade de conhecer a Palavra de Deus.

A Bíblia é disponibilizada de forma gratuita desde 2002 e foi dividida em 38 volumes, comportando todos os livros de Gênesis a Apocalipse.

“A SBB, desde a sua fundação em 1948, sempre esteve preocupada de tal maneira, que as pessoas tivessem acesso à palavra de Deus em diversos formatos e todas as pessoas tem esse direito”, disse Marcos em entrevista ao programa Mente Aberta da emissora cristã Rede Super.

“Em 1954, foi o primeiro trabalho quando começamos a importar de outros países alguns textos bíblicos em braile. Em português. Na década de 90, efetivamente a SBB começou um novo projeto, porque importar de fora não é a mesma coisa de você fazer o trabalho em casa”, comentou.

"No início foi difícil, mas uma deficiente visual chamada Paula França, que era cega e crente em Cristo Jesus, teve sua experiência com Jesus e sentiu o desejo muito forte no seu coração em disponibilizar a Bíblia para todas as pessoas que como ela também se sentiam no direito”, pontuou.

“E ela procurou a SBB naquele início da década de 90. O diretor executivo levou para análise e apesar de não termos um know-how na época, fizemos uma parceria com os Estados Unidos. Mas o processo era muito demorado, porque eles tinham que mandar o texto em braile em português. Paula se tornou a consultora desse projeto. Ela começou a revisar esses textos, mas esse 'ir e vir' demorou muito e ela também desanimou”, contou.

E em 30 de novembro de 2002, a SBB lançou no Brasil a Bíblia completa em braile de Gêneses a Apocalispse.

Confira a entrevista completa:

veja também