Será que Deus responde as orações para o seu time de futebol favorito?

A maioria dos americanos acreditam que sim, ainda que 18% dos entrevistados prefiram assistir os jogos do que ir à igreja.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post e Blog Batistas no Lago

Atualizado: Quinta-feira, 22 Janeiro de 2015 as 8:24

 

Será que Deus interfere nas faltas, lances, e resultados do placar? Isso é o que dizem os americanos.

53% dos americanos acham que Deus "premia atletas que têm fé com boa saúde e sucesso", de acordo com uma pesquisa do Religion News divulgada hoje, 22/01. O levantamento foi feito com 1.012 adultos norte-americanos, para medir o quanto as pessoas entrelaçam a fé e o esporte.

Por outro lado, 18% dos americanos cristãos afirmaram que são mais propensos a ver futebol do que ir à igreja no domingo.

Opinião

O teólogo Yago Martins tem a mesma visão que a maioria dos americanos. “Eu creio em um Deus que é soberano sobre cada detalhe do universo. Então, creio em um Deus que determina o resultado de cada jogo de futebol. Cada gol, cada falta, cada impedimento e cada frango estavam debaixo da atuação majestosa de Deus”, disse Martins. 

No entanto, o teólogo esclarece que “isso não significa, porém, que o time vencedor será necessariamente o time com mais cristãos, ou com mais intercessores. Como um objeto de entretenimento, o futebol não deveria ser alvo de intensas orações ou de busca por atuação do divino, com exceção de orações de agradecimento por parte dos que se divertem com o espetáculo, de orações por segurança e cuidado por parte dos jogadores e, quem sabe, oração para que a subsistência das famílias que sobrevivem das rendas dos jogos (como jogadores, membros da equipe técnica, etc) possa continuar existindo”.

“Deus não é vascaíno, flamenguista ou corintiano, mas Ele é o Deus soberano sobre todo esporte”, concluiu Martins.

veja também