Seriam os Estados Unidos uma nação cristã? Pesquisa mostra que os norte-americanos não pensam assim

Enquanto apenas 19% identificaram os Estdos Unidos especificamente como uma nação cristã, cerca 69% disseram que o país é uma "nação de muitas religiões". Já 9% por cento sugeriram que é uma "nação secular".

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 31 Julho de 2015 as 4:31

Uma pesquisa do início desta semana pelo instituto 'LifeWay' revelou que apenas 19% dos entrevistados consideram que os Estados Unidos sejam uma nação cristã. Além disso, mais pessoas consideraram o país é um lugar acolhedor para os ateus do que para os muçulmanos.

Enquanto apenas 19% identificaram os Estdos Unidos especificamente como uma nação cristã, cerca 69% disseram que o país é uma "nação de muitas religiões". Já 9% por cento sugeriram que é uma "nação secular".

"O debate sobre os Estados Unidos serem uma nação cristã vai continuar", disse Scott McConnell, vice-presidente da 'LifeWay Research'. "Embora a maioria dos norte-americanos seja de cristãos, eles acreditam que uma nação fundada nos princípios da liberdade religiosa será uma nação de muitas religiões".

Quando se trata de acolher pessoas de diferentes crenças religiosas, 92% dos entrevistados disseram que os Estados Unidos são um lugar acolhedor para os cristãos - e 87% disseram o mesmo sobre o povo judeu.

Esses números caíram com relação aos ateus, com 67% dizendo que a América é um lugar acolhedor para eles, e foi ainda menor para os muçulmanos, com apenas 57% dizendo a mesma coisa.

"Os americanos estão profundamente comprometidos com a liberdade religiosa, mas eles podem olhar para a cultura de hoje e ver a América nem sempre tão receptiva", acrescentou McConnell. "Aconchegar de todas as religiões nem sempre significa estar aberto a ambos os imigrantes de outras religiões e os cidadãos que optam por mudar suas crenças".

A pesquisa foi baseada em entrevistas telefônicas com 1.000 norte-americanos, entre 19 e 28 setembro de 2014 e fornece uma margem de erro de mais ou menos 3,4 pontos percentuais à taxa de confiança de 95%.

O questionamento para saber se os EUS são é uma nação cristã foi feito ao longo da história do país, como a CNN apontou anteriormente em julho, no Dia da Independência.

Um grande estudo do instituto 'Pew Research Center' em maio revelou que, embora os cristãos ainda componham a maioria dos americanos, eles estão em um declínio na população (proporcionalmente falando), enquanto os religiosamente não afiliados estão experimentando o aumento mais rápido.

Estatísticas do 'Pew Research' descobriram que os cristãos caíram 78,4 para 70% da população entre 2007 e 2014, enquanto as pessoas de convicções não religiosas subiram de 16,1 para 22,8% por cento no mesmo período de tempo, tornando-se o segundo maior grupo após cristãos.

O povo judeu e os muçulmanos, por outro lado, são compostos por minorias distintas, com 1,9 e 0,9% da população em 2014, respectivamente.

veja também