Silas Malafaia comenta ataques em Paris e gera reação de internautas

Segundo o pastor, ataques como estes seriam a prova de que o diálogo com terroristas é impossível (fazendo menção a declarações anteriores da presidente Dilma Rousseff sobre o Estado Islâmico).

fonte: Guiame

Atualizado: Sábado, 14 Novembro de 2015 as 2:14

Os ataques ocorridos em Paris, na última sexta-feira (13) chocaram o mundo e geraram grande repercussão nas mídias sociais, levando os internautas a usarem hashtags, como #TodosSomosParis, #espalheamor, #PrayForWolrd (#OremosPeloMundo), entre outras. Porém a diversidade de opiniões e comentários diversos ligados a política internacional e religiãon também acabam sendo praticamente inevitáveis em momentos como este.

O pastor Silas Malafaia, por exemplo, usou seu perfil oficial do Twitter para afirmar que ataques como estes seriam a prova de que o diálogo com terroristas é impossível (fazendo menção a declarações anteriores da presidente Dilma Rousseff sobre o Estado Islâmico).

"Estão reclamando do cristianismo no ocidente? Procurem uma nação islâmica para morar. Cambada de trouxas. Estou rindo da cara de vocês. [...] Pede a Dilma agora para repetir o que disse, por ocasião da assembléia da ONU, diálogo com os assassinos do estado islâmico. Uma vergonha!", postou.

"As nações mais democráticas e poderosas no mundo tem a sua matriz no protestantismo, EUA, Canadá, Inglaterra, Suíça, Suécia, Holanda e etc. [...] Onde as igrejas cristãs são maioria, com todos os defeitos, a coisa mais importante para o ser humano é garantida".

O pastor continuou seu 'twittaço', afirmando que as minorias não têm seu direito respeitado onde impera o islamismo.

"Onde o islamismo é maioria, massacra as minorias, tira a liberdade das pessoas. Onde a ideologia ateísta domina, massacra as minorias", disse.

Um usuário do Twitter afirmou que é cristão e discorda de Malafaia.

"Eu sou cristão, mas não concordo com Silas Malafaia. Ele só sabe espalhar ódio! Cadê que prega o amor ao próximo?", postou.

"Paris em estado crítico e silas malafaia falando de religião, política... Ao invés de como cristão, dobrar os joelhos e orar por essas vidas", postou outra usuária.


Ataques

Os ataques da última sexta-feira (13) deixaram um total de 127 mortos e centenas de feridos. O Estado Islâmico já se pronunciou, reivindicando sua autoria pelos atos terroristas ocorridos em Paris.

veja também