Silas Malafaia desafia Crivella sobre o voto ao novo ministro do STF: "Quero ver se vai apoiar ou não"

Já nas eleições realizadas no ano passado, o partido ao qual Crivella é filiado declarou apoio unânime à reeleição de Dilma e agora Malafaia questiona se o senador apoiará também mais esta escolha da presidente.

fonte: Guiame

Atualizado: Terça-feira, 12 Maio de 2015 as 9:07

Silas Malafaia é líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e apresenta um programa de televisão semana com espaço em canais de TV, como Band e RedeTV.
Silas Malafaia é líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e apresenta um programa de televisão semana com espaço em canais de TV, como Band e RedeTV.

A votação para aprovar o novo ministro do STF Luiz Edson Fachin - indicado pela presidente Dilma Rousseff - na próxima sexta-feira está sendo frequentemente alvo de comentários do Pr. Silas Malafaia. Em seu último comentário sobre o assunto, o tele-evangelista colocou em dúvida o voto do senador Pr. Marcelo Crivella (PRB-RJ).

Já nas eleições realizadas no ano passado, o partido ao qual Crivella é filiado declarou apoio unânime à reeleição de Dilma.

Os pontos que levam Malafaia a colocar em cheque, o voto de Crivella é que muitos posicionamentos de Fachin se opõem a princípios bíblicos.

"Já conheço o voto do senador Magno Malta contra Fachin, quero saber se o senador Crivella vai ter a coragem de votar a favor desse individuo", disse em uma de suas postagens no Twitter.

"Fachin defende direito da amante, poligamia, desapropriação de terras produtivas etc, etc... quero ver se o senador Crivella vai apoiar ou não".

Arquivo
Já no dia 30 de abril, Malafaia convocou um envio de emails em massa, para que os internautas manifestassem a sua desaprovação à eleição de Fachin, destinando esta mensagem aos endereços virtuais dos senadores.

"Estes esquerdopatas querem ideologizar o Supremo Tribunal Federal. Querem destruir a Família para produzir uma massa informe para ser manipulada por uma elite política. Vamos dizer não a Fachin no Supremo Tribunal Federal", afirmou.

Para manifestar a sua desaprovação à eleição de Fachin (que acontecerá na próxima sexta-feira), envie email para os endereços abaixo:

[email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]

veja também