Starbucks retira símbolos natalinos de seus copos e gera protestos de grupos cristãos

Este ano, a Starbucks substituiu o tema de cores vermelho, branco e verde que traziam símbolos natalinos e frases sobre as festividades por seus copos copos vermelhos minimalistas. A mudança ofendeu alguns líderes cristãos, que tomaram isso como um sinal de que a cafeteria declarou uma "guerra contra o Natal".

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 12 Novembro de 2015 as 10:47

Novos copos da cafeteria agora só apresentam a logo da rede em um fundo vermelho liso (Imagem: Starbucks)
Novos copos da cafeteria agora só apresentam a logo da rede em um fundo vermelho liso (Imagem: Starbucks)

A conhecida rede de café Starbucks tem sido apontada por grupos cristãos dos Estados Unidos como uma "inimiga do Natal" nos últimos dias. A causa da acusação foi a recente decisão de sua diretoria em usar copos vermelhos simples (sem símbolos natalinos) para as festividades de fim de ano.

Este ano, a Starbucks substituiu o tema de cores vermelho, branco e verde que traziam símbolos natalinos e frases sobre as festividades por seus copos copos vermelhos minimalistas. A mudança ofendeu alguns líderes cristãos, que tomaram isso como um sinal de que a cafeteria declarou uma "guerra contra o Natal", de acordo com o jornal 'NY Daily News'.

O ex-pastor do Arizona Joshua Feuerstein publicou um comunicado acusando a Starbucks de retirar de sua página oficial do Facebook, as imagens de suas xícaras / canecas de café antes usadas no natal, porque "eles odeiam Jesus". O post acabou viralizando nas mídias sociais.

Para responder à chamada "guerra contra o Natal", Feuerstein disse ao barista que seu nome era "Feliz Natal". Dessa forma, o funcionário da Starbucks foi forçado a escrever a saudação natalina no copo do ex-pastor. Em seu vídeo do Facebook, ele também pediu aos cristãos (e não-cristãos) dos Estados Unidos que façam o mesmo quando encomendar café na Starbucks.

Nate Weaver, um pastor estudante da Igreja Cristã Crosspoint, na Flórida (EUA), entrou na conversa e assegurou que a Starbucks estará fora de sua lista lojas de café para sempre. Em um comunicado Facebook que ele postou no sábado, Weaver disse que os copos de café vermelhos e sem figuras simbolizavam o desejo da empresa de ser "politicamente correta" e não estar associada ao Natal.

O político britânico, David Burrowes também fez coro com Weaver e disse ao jornal 'Breitbart Londres' que os copos vermelhos deste fim de ano não estão sendo bem recebidos pelo consumidor.

A Starbucks começou a introduzir os copos vermelhos 'lisos' (sem figura) na Europa, em 22 de outubro e, posteriormente, nos Estados Unidos. No passado, a rede de cafeterias usava figuras representando renas, Papai Noel, poinsétias (flores natalinas) e outros objetos e personagens relacionados ao Natal.

Surpreendentemente, nenhum dos copos da rede chegou a fazer menções claras ao nascimento de Jesus em seus copos comemorativos, nos anos anteriores.

"Este ano nós queríamos inaugurar as férias com uma pureza de design que congratula-se com todas as nossas histórias", disse Jeffrey Fields, vice-presidente de Design e conteúdo da Starbucks.

Enquanto algumas pessoas apoiaram a estratégia de Natal proposta pelo pastor Feuerstein sobre Starbucks, outras pessoas disseram que os novos copos vermelhos não são grande coisa que mereçam a preocupação dos cristãos.

Vários usuários do Twitter ainda reagiram com humor e observaram que os novos copos de fim de ano da 'coffee shop' apenas se assemelham a copos descartáveis, usados em festas.

veja também