“Tive uma linda surpresa”, diz Marisa Lobo sobre SuperPop de hoje

“Tive uma linda surpresa”, diz Marisa Lobo sobre SuperPop desta segunda

Atualizado: Terça-feira, 25 Fevereiro de 2014 as 12

“Tive uma linda surpresa”, diz Marisa Lobo sobre SuperPop de hojeÀs 23h de hoje, 24/02, irá ao ar a edição do programa “SuperPop”, debatendo a questão da legalização da maconha. As divergências não são novas, mas a questão ainda é pertinente e não resolvida.
 
Prós e contras se encaram em sucessivas discussões nos mais diversos contextos (midiático, jurídico, legislativo, entre outros). 

Participaram desta edição do programa apresentado por Luciana Gimenez, a psicóloga paranaense Marisa Lobo, o apresentador e corregedor Geral da Administração do Governo de SP Alexandre Zakir, o Coronel da Reserva da Polícia Militar e deputado estadual Edson Ferrarini, a candidata do PPS à prefeitura de São Paulo Soninha Francine, o doutor em História pela USP Henrique Carneiro e a artista plástica Maria Antônia Goulart.

Em entrevista exclusiva ao Guiame, Marisa Lobo falou sobre sua participação no programa e o desenrolar desta discussão.
 
Confira a entrevista na íntegra, logo abaixo: 

Portal Guiame: Já não é a primeira vez que você participa do SuperPop. Porém desta vez o tema foi "Legalização da Maconha". Surgiram argumentos novos a favor desta medida ou a dicussão ainda bate nas mesmas teclas?

Marisa Lobo: Na mesma tecla , tentam manipular informações de que legalização da maconha acabará com tráfico, mostram estudos que dizem sugerir e apontar os supostos benefícios da maconha, porém como sempre estão mentindo pois embora surjam pseudos estudiosos, suas pesquisas nunca foram publicadas em periódicos internacionais como prova inconstestável, nada de conclusivo apenas tentativas de se provar o que não se prova que maconha faz bem a saúde.  
 
Portal Guiame: Quais os principais perigos que você aponta como possíveis consequências da legalização da maconha nos dias atuais?

Marisa Lobo: A exposição das crianças e adolescentes, pois a ultima revisão de mais de 80 artigos científicos provam incontestavelmente que maconha desencadeia esquizofrenia, o ultimo levantamento da UNIFESP liderado pelo Dr. Laranjeiras, mostra claramente cientificamente que não há dúvidas sobre a maconha ser a única droga que expõe ao risco da esquizofrenia jovens usuários e sabemos que a esquizofrenia é doença mental grave. A nova zelandia bem como o instituto timbrus da Holanda já concluíram comprovaram esses risco em suas pesquisas, e estão alertando o mundo sobre.
 
Outro perigo que vejo é essa manipulação de maconheiros recreativos em usar o suposto uso medicinal para pegar carona no uso medicinal acredito ser uma desumanidade, usar câncer em faze terminal, aidas em fase terminal esclerose múltipla como mote de campanha, isso mostra a falta de respeito ao próximo a vida humano. Os adolescentes serão vitimas da maconha. Pois é incontestável os prejuízos cognitivos, físicos, motores, e sociais da erva.

Portal Guiame: A discussão não envolve somente interesses de usuários e tem alcançado um contexto mais complexo atualmente. Quais grupos você poderia apontar como grandes fomentadores desta campanha pela legalização?

Marisa Lobo: Campanha da maconha como uso medicinal e as marchas da maconha, são maconheiros que estão se lixando para a humanidade a criança o adolescentes apenas querem de toda forma usar maconha nem que para isso acabem com nossas crianças , expondo- as ainda a mais riscos. É um  prazer egoísta. Pois mentem inventam tudo para legalizar seu uso.
 
Portal Guiame: Sabemos que o programa vai ao ar nesta segunda-feira, 24/02, mas o que já é possível adiantar sobre as suas impressões com relação ao teor que esta edição do programa desenvolveu?

Marisa Lobo: Sempre há manipulação, a edição das matérias tendem a legalização, os convidados contrários a legalização tem sempre menos tempo, mas eu fiquei quieta até o quanto pude , mas ao ouvir tanta besteira , tanta manipulação , fui firme até demais, os argumentos são os mesmos, teve um professor que leu tantos artigos “científicos” internacionais só esqueceu de dizer que os mesmos não foram aceitos pela comunidade médica por serem apenas apontamentos. Entre palmas gritos, demos nosso recado.
 
O que me chamou atenção foi a cara de pau da tal #SONINHA  defender tanto o fim do tráfico, sem ter o mínimo de conhecimento sobre, inclusive desconstruindo um delegado e um coronel, o tal professor de história falando como se fosse o maior doutou em maconha descontruindo todos os estudos médicos. Mas a pior foi uma mulher de meia idade, que se diz curada de câncer defender a maconha para uso medicinal mentindo para imprensa que não apoia o uso para recreação e no programa diz que tem orgulho de fumar e que aprova a legalização recreativa. Ou seja uma oportunista e que não aprendeu nada com a vida.
 
Mas tive uma linda surpresa, no final do programa a apresentadora Luciana gimenes , bateu no meu ombro e disse: “Parabéns, Marisa! Fumei esta porcaria minha adolescência toda e só fiz besteira. Perdi parte da minha vida... sou contra também” ... e saiu. Pena que não teve coragem de falar isso para o seu público, mas percebi que ela tentou alertar em suas falas e se mostrou de forma politicamente correta que também é contra.
 
Por João Neto – www.guiame.com.br 
 

veja também