Treinador cristão faz estudos bíblicos com time de futebol americano: "O ferro afia o ferro"

Os jogadores comentam que serem liderados por John Harbaugh tem facilitado as coisas: "Por nosso treinador ser cristão, ele nos dá a capacidade de sermos mais ousados e abertos".

fonte: Guiame, com informações do site Hello Christian

Atualizado: Quinta-feira, 25 Agosto de 2016 as 10:44

Os jogadores concordam e explicam como a ousadia do treinador, para falar sobre sua fé, está transformando a equipe.  (Foto: USA TODAY Sports).
Os jogadores concordam e explicam como a ousadia do treinador, para falar sobre sua fé, está transformando a equipe. (Foto: USA TODAY Sports).

O “Baltimore Ravens” é um time de futebol americano diferente de qualquer outra equipe quando se trata dos preparativos na pré-temporada. Eles estão cultivando uma atmosfera de adoração e fé e quem lidera isso é o treinador John Harbaugh. “Sua relação com Deus é a coisa mais importante pra ele e é onde ele se apega em tempos difíceis", diz o irmão do treinador.

“Se ele não tivesse esse emprego, certamente ele diria: ‘Deus tem um plano diferente para mim’”, continuou o irmão.

Os jogadores concordam e explicam como a ousadia do treinador, para falar sobre sua fé, está transformando a equipe. "Eu diria que, pelo fato do nosso treinador ser cristão, ele nos dá a capacidade de sermos mais ousados e abertos, especialmente os jovens da nossa idade. Você não vê muitas organizações sendo ousadas e francas, ainda mais sobre a fé", disse o jogador Justin Forsett.

"Se a equipe está sendo conduzida por um treinador como Harbaugh, isso deixa as coisas mais fáceis e abertas. Não vemos isso como algo estranho ou coisa assim. Então, tem sido muito bom aqui, uma grande plataforma para nós todos”, continuou.

O jogador ainda comentou sobre os momentos de estudos bíblicos que o treinador desenvolve com a equipe. “Temos estudos bíblicos entre nós e em outras oportunidades levamos até a nossa família. Ninguém fica de fora, é um grupo grande de homens que se mantém mutuamente responsáveis. Até mesmo no vestiário, se alguém está fazendo algo errado, nós chamamos atenção”, ressaltou.

“É ótimo ter esse grupo de pessoas aqui, o ferro afia o ferro e todo mundo é responsabilizado. O padrão está definido. Essa é uma das coisas bonitas sobre a gente, o fato de não apenas jogarmos, mas de sermos transparentes", disse ele.

veja também