Ubirajara Crespo comenta a polêmica pesquisa do Ipea sobre estupro

"Creio que a providência a ser tomada, tanto por homens, quanto pelas mulher é óbvia", escreve o pastor

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 7 Abril de 2014 as 1:05

estuproA pesquisa feita recentemente pelo Ipea gerou polêmica ao divulgar o dado de que 65% dos homens brasileiros concordam, total ou parcialmente, com a afirmação de que mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser estupradas.

Após toda a polêmica gerada, o Ipea informou um erro na pesquisa e que, na realidade, esse percentual cai para 26%.

Diferentes opiniões estão sendo divulgadas e compartilhadas. Em sua página no Facebook, o pastor Ubirajara Crespo comenta a pesquisa, o resultado e o comportamento de homens e mulheres. Confira:

O Ipea caiu vertiginosamente no conceito público com o erro cometido na pesquisa na qual a populaçõe teria aprovado o estupro de mulheres que exibem generosamente o seu corpo.

O temendo do percentual de aprovação caiu de 60% para pouco mais de 20%. Este novo percentual, porém, não nos deixa tranquilos. Difícil imaginar que alguém possa aprovar este tipo de comportamento.

Quem sabe alguma coisa sobre a sexualidade masculina, sabe que ela é estimulada pelo o que vê. Portanto, quanto mais vemos, mais somos estimulados.

Ora, as mulheres não são tão bobinhas assim, que não saibam o que estão fazendo. Será que o prazer de se tornar um motivo de fascínio suplanta a percepção do perigo?

O homem, por sua vez, procura o melhor ângulo de observação, não se contenta com apenas um olhar e ainda acrescentar ao que falta, abundantes detalhes sórdidos.

Creio que a providência a ser tomada, tanto por homens, quanto pelas mulher é óbvia.

 

GUIAME.COM.BR

veja também