Vereador cobra o reconhecimento de lei que institui o Dia do Evangélico

Vereador cobra o reconhecimento de lei que institui o Dia do Evangélico

Atualizado: Quinta-feira, 12 Março de 2009 as 12

Se depender do vereador Márcio Nobre (PSDC), o dia 31 de outubro será comemorado como o Dia do Evangélico. É que ele acaba de solicitar ao poder público o reconhecimento da lei, existente no município de Uberlândia (MG) há anos, que determina a data comemorativa. O autor da proposta aprovada, sancionada e transformada em lei pelo prefeito é o ex-vereador Joaquim Victor.

Nobre explica que após a sua aprovação e sanção, a lei foi esquecida, sem que as pessoas soubessem da sua existência. "Solicitamos uma atenção especial do prefeito porque, entre outros motivos, no município acontece algo inédito, diferente do resto do país, ou seja, 1/3 dos vereadores são evangélicos, além do fato de sermos mais de 150mil", justifica.

De acordo com o vereador, o dia 31 de outubro, Dia do Evangélico, comemorado por vários municípios brasileiros, é levado tão a sério pelos outros que nessa data, por exemplo, é feriado municipal no Distrito Federal (DF). Mas ele faz questão de deixar claro que não quer o mesmo, quer apenas o reconhecimento de uma lei e a sua inserção no calendário oficial de eventos municipais.

"Queremos que o dia seja lembrado e comemorado como for possível por aqueles que quiserem comemorar a data. Não queremos feriado. Não vamos gerar despesa para o município. Agora, se o prefeito achar por bem investir nesse dia na forma de apoio, ação, ele é quem decidirá. Não pedimos nada que gere custo, gasto, despesa, investimento, nada disso. Somente o reconhecimento de uma lei que há muito tempo existe", reitera.

Segurança

Mais segurança para as vias públicas, principalmente para ruas e avenidas onde estão localizados templos religiosos, independentemente de religião. Esse foi outro assunto abordado pelo vereador na tribuna durante a reunião do dia. Ele diz que o secretário de Trânsito e Transportes, Paulo Sérgio Ferreira, foi informado sobre o assunto e que agora espera providências.

"Estamos pensando na segurança de vidas, pessoas, seres humanos. Recebemos várias solicitações nesse sentido em nosso gabinete em virtude do número de atropelamentos nesses locais. A aglomeração de pessoas na porta dos templos é muito grande depois dos cultos, dos eventos religiosos. Os veículos, que normalmente passam em alta velocidade, não respeitam ninguém", reitera.

O vereador afirma que pede apenas uma atenção especial do poder público, assim como são tratados outros setores como, por exemplo, as escolas públicas, para as quais também pediu providências em virtude da aglomeração de pessoas nesses locais. "Resumindo, estamos pedindo uma sinalização específica em virtude do grande número de cidadãos que se encontram na porta dos templos religiosos depois dos cultos, principalmente no período noturno", conclui.

Histórico

Márcio Teixeira Nobre nasceu em Santa Helena de Goiás no dia 28 de setembro de 1971.

Filho de João Ferreira Nobre e Fátima Lima Teixeira Nobre é o primogênito dos três filhos homens do casal. Como líder estudantil em sua juventude e motivado pelo engajamento político e comunitário de sua família, sempre pulsou em suas veias o desejo de poder servir aos interesses públicos da nossa gente.

Criado em um lar evangélico, Marcio sempre foi comprometido com diversos departamentos de sua igreja: Louvor, Liderança de Jovens, Escola Dominical e outros.

Desde 1998, o vereador Márcio Nobre vive em Uberlândia onde é empresário do setor de comunicação visual. Aqui formou sua família, se casando com Débora de Lourdes Sanches Nobre, filha de Álvaro Alén Sanches (Pastor Presidente da Igreja Assembléia de Deus em Uberlândia) e Tomiko Kanamaru Sanches. Hoje, o vereador é pai de duas crianças naturais de nossa cidade.

Márcio Nobre inicia este ano sua carreira política como vereador. Em sua primeira candidatura, ele chega a Câmara Municipal de Uberlândia entre um dos 10 candidatos mais votados da cidade, com uma expressiva votação de 4.369 votos. Tudo isso, é resultado do trabalho inovador e de sua maneira diferente de pensar e fazer política, que conquistou os eleitores e principalmente a comunidade cristã de Uberlândia.

Criador do movimento "Sou Cristão, Sou Cidadão", sua marca sempre será a luta pela conquista do espaço da comunidade cristã em todos os segmentos sociais de Uberlândia. Como vereador, Márcio Nobre pretende trabalhar em prol das áreas social e de educação, baseado nos princípios cristãos, está disposto a enfrentar todas as barreiras para que possa cumprir com os projetos que idealizou e que já estão no coração de todos os eleitores que confiaram em suas propostas.

veja também