"Você encontrará Deus e perdão quando estiver ajudando os pobres", diz atriz cristã

Patricia Heaton é uma premiada atriz de Hollywood que tem se dedicado a ajudar pessoas pobres pelo mundo por meio da ONG cristã Visão Mundial.

fonte: Guiame, com informações do Christianity Today

Atualizado: Quarta-feira, 11 Janeiro de 2017 as 11:15

A atriz diz que é hora de ajudar os outros na pobreza física e trazer Cristo para eles. (Foto: Visão Mundial).
A atriz diz que é hora de ajudar os outros na pobreza física e trazer Cristo para eles. (Foto: Visão Mundial).

Patricia Heaton tem uma carreira que a maioria das mulheres em Hollywood nem imaginam um dia ter. Ela já trabalhou nas premiadas séries “Everybody Loves Raymond” e “The Middle”, duas comédias muito bem sucedidas. Seu nome carrega sete nomeações ao Emmy (sendo vencedora de dois deles), uma estrela na Calçada da Fama, além de fãs em todo o mundo.

A atriz que nunca deixou de proclamar sua fé cristã decidiu usar sua influência para ajudar os pobres em todo o mundo, destacando o trabalho na ONG Visão Mundial. Ela contou ao site Christianity Today sobre como tudo começou.

“Quando me mudei para Los Angeles, eu tinha 30 anos. Não tinha nenhum agente, gerente ou carro em meu nome. Se hoje alguém viesse a mim e perguntasse: ‘Sou uma mulher de 30 anos e não sou modelo. Não tenho nenhum agente. Você acha que devo me mudar para Los Angeles?’ Eu diria que não. Então meu exemplo é um pouco estranho. Eu sinto que Deus realmente me ajudou a ter qualquer sucesso”, disse.

“Depois de retornar de uma viagem missionária a um orfanato mexicano, acordei no dia seguinte e tive uma profunda sensação de paz que nunca havia sentido antes. Isso me fez perceber que até aquele momento, toda a minha identidade estava apenas na minha carreira como atriz. Foi quando eu percebi que eu precisava me entregar mais para Deus e perguntar o que Ele queria que eu fizesse, não o que eu queria fazer”, contou.

“Eu disse a Ele, literalmente, em voz alta: ‘Eu vou voltar para o México ou para qualquer campo missionário que você queira me enviar, mas eu tenho algumas audições aqui em Los Angeles, então eu vou continuar fazendo isso. Se você quiser que eu mude de rumo, eu o farei com prazer, mas você tem que abrir a porta larga em uma direção ou outra’. Foi quando eu comecei a trabalhar como atriz”, ressaltou.

Visão Mundial

Questionada sobre sua participação na Visão Mundial, a atriz responde. “Eu gosto de projetos que são realmente bem organizados e de longa duração, onde há uma visão maior e um plano para alcançar essa visão. Isso é tudo o que a Visão Mundial é. Há um monte de grandes organizações lá fora, que estão fazendo um bom trabalho. Mas quando você está tentando obter água limpa para toda a África, você precisa participar e apoiar isso”, disse.

“Ninguém fora dos círculos cristãos sabe quem eles são. Quando eu dizia às pessoas que eu estava viajando para a Zâmbia com a Visão Mundial, eles diziam: ‘O que é isso?’ É a maior ONG do mundo, e fiquei surpresa que ninguém tivesse ouvido falar. Essa é uma das razões pelas quais entrei”, pontuou.

“Eu levei meu filho, que tinha 16 anos na época. Fiquei muito feliz por tê-lo exposto a tudo isso. Por mais que eu tente trazer uma sensibilidade para suas vidas, o fato é que eles cresceram em Hollywood, e há certas coisas que vão junto com isso. Eu queria que ele visse o que estava acontecendo no mundo. É doloroso quando você vê o potencial humano que está sendo restringido por causa de algumas coisas básicas que não estão sendo fornecidas”, colocou.

Patricia Heaton no filme cristão "Mamãe operação balada". (Foto: Divulgação).

Exemplo de humildade

O guia de Heaton foi um jovem que ajuda mulheres grávidas a aprender sobre a gravidez e a encontrar cuidados médicos. “Ele me disse: ‘Eu sempre quis ser médico, mas por causa das minhas circunstâncias, isso não foi possível. Estou fazendo uma outra coisa boa, que é ajudar as pessoas com saúde’. Isso realmente trouxe lágrimas aos meus olhos. Por causa de suas circunstâncias, ele não se tornou um médico. Mas em vez de ficar deprimido, ele ainda está fazendo o melhor que pode. E a Visão Mundial está ajudando-o a perceber algumas das visões de sua vida”, ressaltou.

“Quanto mais rico um país, menos felizes são as pessoas. Eles [africanos] têm tão pouco, e são tão gratos por coisas pequenas. E seu amor por Deus é incrível, apesar do sofrimento. Nós temos o oposto aqui. Como americanos, nós tendemos a olhar para o próprio umbigo, em termos do que está acontecendo conosco e como nos sentimos sobre as coisas. A melhor maneira de se sentir melhor consigo mesmo é pensar nos outros. A coisa que realmente pode alegrar seu espírito é quando você impacta a vida de outra pessoa de uma maneira significativa e tangível”, disse a atriz.

“Há muita necessidade neste mundo. Sempre há algo que você pode fazer para ajudar alguém. Você encontrará o Espírito Santo. Você encontrará a Cristo. Você encontrará Deus. Você encontrará amor, misericórdia e perdão quando estiver ajudando os pobres. Isso é realmente o que somos chamados para fazer aqui. Uma vez que você conhece Cristo, uma vez que você sabe o que Ele fez por você em sua pobreza espiritual, é hora de ajudar os outros na pobreza física e trazer Cristo para eles”, finalizou.

veja também