“Além da experiência, a igreja tem o amor”, diz Alckmin sobre trabalho social dos cristãos

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Sexta-feira, 6 Maio de 2016 as 5:10

Segundo o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a administração pública apoia as ações da igreja. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
Segundo o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a administração pública apoia as ações da igreja. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)

Dependentes químicos, idosos, órfãos, moradores de rua. Muitos destes vulneráveis grupos têm enxergado a igreja como um grande aliado para uma vida de esperança a restauração.

Segundo o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a administração pública também enxerga e apoia essas ações. “A igreja, além da expertise e da experiência acumulada em décadas, tem o amor — e isso é o que faz toda a diferença”, disse ele em entrevista ao Guiame na noite oficial da 96º Assembleia da Convenção Batista Brasileira.

“Eu acho que essa é a melhor parceria: o governo com entidades da sociedade civil e entidades da igreja, trabalhando juntos para poder melhorar a qualidade de vida da nossa população”, acrescentou Alckmin. “Mais do que possível, é necessário no Brasil essa sinergia, esse trabalho conjunto.”

Durante o evento, o governador aproveitou para discursar ao público batista sobre sua fé. “Não há nada mais importante na vida do que a oração. Mudei a minha vida mais ainda. Perdi há um ano um filho extremamente jovem, que deixou uma filhinha com apenas 30 dias de vida, e a única coisa que conforta nosso coração é saber que nosso filho está nos braços de Jesus. Feliz a cidade, feliz o estado, feliz a nação cujo Deus é o Senhor”, afirmou Alckmin a platéria que reunia milhares de pessoas.

Assista a entrevista completa:

Influência na sociedade

Maria Antonieta de Brito, prefeita de Guarujá, cidade litorânea de São Paulo, comprova de perto os benefícios provocados pela parceria entre a igreja e o governo, diante das ações sociais promovidas pela Igreja Batista.

“O pastor Genivaldo (líder da Primeira Igreja Batista em Itapema-Guarujá), juntamente com a sua congregação, tem um trabalho de relação da espiritualidade com a vida muito importante, com várias atividades sociais: trabalhos com as crianças, pessoas com dependência química, atividades de cidadania — sempre em parceria com o poder público”, disse ela ao Guiame.

“Eu entendo que a Igreja Batista é muito séria nas suas ações, promovendo uma formação de lideranças extremamente diferenciadas, onde toda a parte teológica é fortemente aplicada em sua experiência cotidiana como pessoa, e em relação a toda uma comunidade”, reconhece a prefeita.


Maria Antonieta de Brito, prefeita de Guarujá, cidade litorânea de São Paulo. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)

Além do alcance do governo

De acordo com o deputado estadual Paulo Corrêa Jr., o carro chefe da atuação da igreja na sociedade são os projetos sociais, e estes devem ser apoiados. “Por ser de formação evangélica e cristã, eu vejo que não tem como você ter o espiritual sem o trabalho social”, disse o parlamentar.

“A igreja faz um trabalho fantástico quando se trata da área social com casas de recuperação, distribuição de alimentos,  casas de idosos e também creches. Nós temos várias parcerias com igrejas evangélicas que ajudam muito o trabalho que, às vezes, o governo não pode fazer”, acrescentou.

O deputado Marcos Damasio também reconhece a importância dessa aliança. “A igreja, hoje, tem esse papel. Ela não só anuncia o Evangelho, mas ela tem esse compromisso com a comunidade. Por estar próxima da comunidade, ela consegue ser mais eficiente do que o poder público”, afirmou.

Confira as fotos da 96º Assembleia da Convenção Batista Brasileira:

veja também