Após anos de estudos, ateu se converte por meio da matemática

Depois de uma intensa rotina de estudos, Douglas Ell descobriu que o cristianismo é ligado à ciência e desenvolveu sete teorias para comprovar isso.

fonte: Guiame, com informações de Examiner

Atualizado: Sexta-feira, 26 Fevereiro de 2016 as 12:14

As descobertas de Ell foram escritas em seu livro “Counting to God” (“Contando para Deus”, em tradução livre). (Foto: Arquivo pessoal)
As descobertas de Ell foram escritas em seu livro “Counting to God” (“Contando para Deus”, em tradução livre). (Foto: Arquivo pessoal)

Muitas pessoas tratam a Deus como objeto de piada, e um deles foi Douglas Ell. Criado por uma família cristã, Douglas rotulou a si mesmo como “ateu” na adolescência, quando mergulhou de forma intensa nos estudos sobre ciência.

Anos mais tarde, Ell desenvolveu seus conhecimentos científicos na carreira acadêmica: após ingressar nos cursos de matemática e química do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, ele entrou para a Universidade de Maryland a fim de obter um mestrado em matemática teórica.

Apesar de seu grande talento no assunto, as oportunidades de emprego na área também ficaram na teoria, e Ell resolveu trabalhar como programador de computadores. Anos depois, sua carreira profissional deu um salto depois que ele ingressou na faculdade de direito.

Ell alcançou realizações notáveis, e se tornou um advogado reconhecido nacionalmente diante de corporações e sindicatos. Em seu tempo livre, claro, Ell analisava conceitos que confirmavam a inexistência de Deus.

No entanto, surgiu um pequeno inconveniente para o ateísmo de Ell: seu filho. Depois da paternidade, ele tomou a decisão levar a família à igreja por entender que isso fazia parte de uma “cultura”. Ell e sua esposa passaram a ser membros de uma igreja local, tratando as reuniões como um clube social.

Apesar disso, a fácil paz interior que os cristãos ao seu redor sentiam causava uma certa confusão em Ell. Isso o despertou a voltar a ler sobre ciência, assim como na adolescência, mas com um foco diferente: a religião.

É esperado constatar que a ciência e a fé são como opostas como óleo e água — mas Ell ficou surpreso ao descobrir o contrário. Depois de uma intensa rotina de estudos, ele descobriu que o cristianismo é ligado à ciência por sete maneiras distintas:

1. A evidência do início do universo

2. A aparente "excelente sintonia" do universo

3. A complexidade específica da vida, e a falta de qualquer explicação razoável por sua origem

4. A futurista natureza da vida tecnológica

5 A evidência contra a evolução neodarwiniana

6. A natureza única e especial da Terra

7. A linguagem universal da matemática

A formação de Ell na área jurídica o educou a construir argumentos convincentes e verídicos. A ciência passou a apontar para a existência de Deus, e finalmente, Ell reconheceu que o cristianismo é verdadeiro, levando aquilo que ouvia na igreja a sério.

Usando seu avançado conhecimento de análise matemática em combinação com a ciência, Ell desenvolveu cálculos de probabilidade que comprovam a existência de um universo projetado e ordenado.

As descobertas de Ell foram escritas em seu livro “Counting to God” (“Contando para Deus”, em tradução livre). Hoje, ele viaja pelos Estados Unidos falando sobre sua teoria de sete pontos, que relaciona Deus e a ciência.

veja também