Após se opor ao ensino do Islã nas aulas, pai é proibido de entrar na escola da filha

John Kevin e Melissa não entram na escola da filha há mais de um ano. No entanto, o segundo semestre de 2016 é o último de sua filha na escola, e eles querem participar dos eventos e comemorar sua formatura.

fonte: Guiame, com informações de Charisma News

Atualizado: Terça-feira, 23 Fevereiro de 2016 as 2:12

Os pais da garota acreditam que a escola estaria violando suas crenças cristãs. (Foto: USA Today)
Os pais da garota acreditam que a escola estaria violando suas crenças cristãs. (Foto: USA Today)

Uma escola pública no estado norte-americano de Maryland deu notas baixas a filha do casal John Kevin e Melissa Wood por ela negar fazer trabalhos que falam sobre a doutrina do Islã. Os pais da garota acreditam que a escola estaria violando suas crenças cristãs.

No entanto, depois que o casal entrou com uma ação judicial contra a escola de ensino médio de ‘La Plata’ solicitando que sua filha recebesse trabalhos alternativos, o diretor proibiu os pais de entrarem no terreno da instituição através de uma ordem de não-transgressão.

O escritório Thomas More Law Center (TMLC), que representa o casal Wood, apresentou uma liminar no Tribunal Federal do Distrito de Maryland nesta segunda-feira (22), solicitando ao juiz George J. Hazel que seja imposto fim à ordem de não-transgressão.

A medida liminar acusa o distrito escolar de ter privado os pais de dirigir a educação de sua filha. O distrito ainda privou os direitos constitucionais do casal, entregando poder de punição nas mãos do diretor sem dar a eles oportunidade de defesa.

John Kevin e Melissa não entram na escola da filha há mais de um ano. No entanto, o segundo semestre de 2016 é o último de sua filha na escola, e eles querem participar dos eventos e comemorar sua formatura.

A batalha do casal Wood com a escola La Plata começou no dia 22 de outubro de 2014, quando descobriram que sua filha teve que aprender os seguintes pilares do islamismo:

  • "Não há Deus senão Alá; Maomé é o mensageiro de Alá."
  • "A fé da maioria dos muçulmanos é mais forte do que a média cristã".
  • "O islamismo, no fundo, é uma religião pacífica".
  • "Para os muçulmanos, Alá é o mesmo Deus adorado no cristianismo e no judaísmo".

veja também