Após vitória no UFC, cubano polemiza ao pronunciar inglês errado: 'Vá a Jesus, não a um Jesus gay'

Devido a seu inglês mediano, a última frase dita por Yoel Romero “No forget Jesus, people!” (Não se esqueçam de Jesus, pessoal!), gerou polêmica por causa de um grande mal entendido. Muitos americanos entenderam: “No for gay Jesus” (Não para um Jesus gay), por causa da aprovação do casamento gay no dia anterior.

fonte: Guiame, com informações de Terra

Atualizado: Segunda-feira, 29 Junho de 2015 as 11:47

 


Para comemorar a vitória, Romero colocou uma faixa na cabeça com a inscrição João 3:16. (Fightland)

 

A vitória do cubano Yoel Romero na noite deste sábado (27) sobre o brasileiro Lyoto Machida, no UFC, se tornou apenas um detalhe na última disputa. Ainda no octógono, em entrevista após a luta, o cubano conhecido como "Soldado de Deus" supostamente declarou ser contra a legalização do casamento gay nos Estados Unidos, legalmente reconhecida na última sexta-feira (26).

Machida foi nocauteado pelo cubano no terceiro round, em evento disputado na Flórida. Para comemorar a vitória, Romero colocou uma faixa na cabeça com a inscrição João 3:16 (Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna).

Ao tomar o microfone, o lutador cubano esclareceu que não é muito bom no inglês, mas ainda assim iria tentar falar: “Escutem, pessoas! O que aconteceu com você, EUA? O que aconteceu com você? O que está acontecendo? Você esqueceu o melhor dos melhores do mundo, o nome de Jesus Cristo? O que aconteceu com você? Acorde, EUA! Volte a ele, volte! Vá para Jesus! Não se esqueçam de Jesus, pessoal!”, disse ele.

No entanto, devido a seu inglês mediano, a última frase dita por Romero “No forget Jesus, people!” (Não se esqueçam de Jesus, pessoal!), gerou polêmica por causa de um grande mal entendido. Muitos americanos entenderam: “No for gay Jesus” (Não para um Jesus gay), por causa da aprovação do casamento gay no dia anterior.

Instantes depois, o lutador se corrigiu aos jornalistas na coletiva de imprensa. "Quero me desculpar se houve algum mal-entendido. Sou um homem de Deus, e Deus é amor. Minhas expressões sempre vão ser sobre amor. O que eu tentei dizer era: viva o sonho americano", explicou o cubano.

Assista ao vídeo com áudio em inglês:

 

veja também