Apresentador de TV afirma que deixou emissora porque o proibiram de falar sobre Deus

Glenn Beck, que deixou a Fox News em 2011 e agora dirige o seu próprio canal de notícias a cabo chamado 'The Blaze', revelou que uma das razões pelas quais ele deixou a emissora de TV a cabo foi porque ele recebeu ordens de que teria que "parar de falar sobre Deus".

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 16 Fevereiro de 2016 as 12:36

O ex-apresentador da Fox News, Glenn Beck disse no último sábado (13), ao participar de um evento da campanha do candidato cristão republicano à presidência dos Estados Unidos, Ted Cruz, na Carolina do Sul, que ele deixou o trabalho confortável com o canal de notícias a cabo, porque ele foi informado por seus superiores que teria de parar de pedir às pessoas que elas orassem.

Beck, que deixou a Fox News em 2011 e agora dirige o seu próprio canal de notícias a cabo chamado 'The Blaze', revelou que uma das razões pelas quais ele deixou a emissora de TV a cabo foi porque ele recebeu ordens de que teria que "parar de falar sobre Deus".

"Eles [Fox News] me disseram: 'Pare de dizer às pessoas para orar'. Foi-me dito para não dizer às pessoas que orassem de joelhos, porque há um monte de gente na platéia cujos joelhos doem e eu iria fazê-los se sentirem mal", explicou o jornalista de 52 anos. "Foi-me dito: 'Pare de orar porque coloca sobre Deus, o foco que deveria estar sobre as coisas importantes, como a guerra".

"Eu reagi como: 'Uau", Beck continuou. "Eu pensei que eu iria ouvir este tipo de discurso na CNN".

Mesmo depois de ter recebido ordens para parar de dizer às pessoas que elas devem orar, Beck continuou a falar sobre Deus e sobre a oração em seu programa de TV. Quatro meses depois, ele foi chamado de volta pelo seu superior na Fox News.

"Você percebeu quantas vezes que você disse a palavra 'Deus' no ar desde [aquela conversa]?", Beck citou a pergunta que lhe fizeram. "Então eu perguntei: 'Você contou?".

Seu superior, então, explicou a Beck, que desde que ele foi informado que teria de parar de falar sobre Deus e sobre oração, ele já tinha abordado estes assuntos pelo menos 91 vezes no ar.

Foi nesse momento que Beck disse que Deus estava dizendo a ele e à sua esposa que estavam no lugar errado e eles tiveram que sair.

"O Senhor estava nos dizendo: 'Você simplesmente está no lugar errado", Beck afirmou. "E quando saímos, eu ainda queria ficar lá. Na verdade, o cara que dirigia o estúdio me disse: 'Você não está indo embora".

Beck respondeu afirmando que ele estava, de fato, saindo daquela emissora.

"Não, você não vai. ... Porque você é famoso, gera um bom dinheiro, você está vivendo uma grande vida. Ninguém sai assim", Beck citou as palavras do diretor. "Eu disse: 'Bem, eu estou indo, porque Deus me disse: 'Se você não sair agora, você não vai sair sem sua alma Porque uma vez que o seu início querer, que é quando você começar a comprometer. ".

Em janeiro, Beck expressou o seu apoio a Ted Cruz para presidente dos EUA, durante um encontro na Faculdade Bíblica Faith em Ankeny, Iowa, e disse apoiantes que Cruz pretende "reconstruir os pilares" em Washington.

 

veja também