Ator se posiciona em Hollywood: “Não uso o nome do Senhor em vão, nem beijo outra mulher”

Casado e pai de cinco filhos, Neal McDonough acredita que Deus e sua família devem ser honrados nos papéis em que atua.

fonte: Guiame, com informações de Christian Examiner

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2016 as 4:17

"A vida se resume em honrar a Deus", diz o ator Neal McDonough. (Foto: Reprodução)
"A vida se resume em honrar a Deus", diz o ator Neal McDonough. (Foto: Reprodução)

O ator norte-americano Neal McDonough, conhecido por interpretar Timothy "Dum Dum" Dugan no filme “Capitão América: O Primeiro Vingador“, definiu duas regras para os papéis que desempenha em Hollywood: não usar o nome de Deus em vão e nem beijar outra mulher.

"A vida se resume em honrar a Deus e ser o melhor ser humano que você puder, dando louvor a Deus em tudo o que fizer", disse McDonough ao site Christian Examiner.

"Matar pessoas nos filmes — é falso. Não é real. Quando você está na cama com outra mulher em um filme, adivinhe? É real. Eu não gosto desse tipo de coisa, especialmente agora com as crianças. Eu não quero que os meus filhos digam: 'Pai, o que você está fazendo com essa mulher no filme?'", acrescentou.

Casado e pai de cinco filhos, McDonough deixou de participar de alguns filmes e programas de TV ao longo de seus 50 anos de idade. O próximo longa que será lançado com a participação do ator é de produção cristã: “Greater

O longa destaca o talento do jogador de futebol americano Brandon Burlsworth, mas também sua forte fé cristã. McDonough interpreta Marty Burlsworth, irmão mais velho jogador que, por causa da grande diferença de idade, se tornou uma figura paterna.

"Se eu pudesse fazer filmes sobre Deus todos os dias da semana, é o que eu faria pelo resto da minha vida", disse McDonough. "Mas Hollywood não produz muitos filmes dentro desse tema para que eu consiga viver disso. Felizmente, algo como ‘Greater’, fará Hollywood percebe que podemos fazer filmes sem explosões e matar pessoas. É por isso que eu estou orando."

Segundo McDonough, existem apenas "duas vias" para atores de Hollywood. "Você pode ser o cara que beija mulheres ou fazer uma carreira matador nos filmes", disse ele. "Há duas regras que eu tenho para meus papéis: eu não vou usar o nome do Senhor em vão e nem vou beijar outra mulher”, ressaltou.

“Então, como posso ganhar dinheiro com filmes? Eu amo atuar. Assim o ‘homem coisa mal’ veio à tona, e esse tem sido o meu nicho por muito tempo", esclareceu o ator. “Quero desfrutar da minha carreira, da minha família e, o mais importante, da minha relação com Deus. Espero que eu esteja fazendo Ele se sentir orgulhoso".

veja também