Atriz Giovanna Ewbank se emociona ao ser recebida com culto evangélico na África

Antes de chegar no Maláui, Giovana questionou os presentes que eles gostariam. "Eles pediram bíblias e camisetas de futebol do Brasil”.

fonte: Guiame, com informações de Gshow

Atualizado: Segunda-feira, 9 Novembro de 2015 as 11:18

Giovanna Ewbank esteve na África e se emocionou com a fé da população carente do Maláui. (Foto: Arquivo Pessoal)
Giovanna Ewbank esteve na África e se emocionou com a fé da população carente do Maláui. (Foto: Arquivo Pessoal)

A atriz Giovanna Ewbank esteve no palco do Domingão do Faustão, em julho, e contou histórias emocionantes sobre suas experiências em Maláui — um povo cheio de fé e alegria.

Ela foi aos Estados Unidos para conhecer uma americana de 100 anos que já trabalhou fabricando mísseis para a Segunda Guerra Mundial e, aos 96, decidiu fazer o bem. “Ela começou a fazer vestidos para meninas que moram na África e, quando completou 99 anos, ela já tinha 850 vestidos”. O objetivo era confeccionar mil peças, uma a cada dia. 

“Imagina uma pessoa que dedica horas do seu dia para fazer o bem ao outro. Se cada um de nós tirássemos uma hora do nosso dia para fazer o bem, imagina como seria o mundo? Ela é tão especial”, disse Giovanna, que também aprendeu a costurar com a americana.

Após deixar os Estados Unidos, a atriz seguiu para o Maláui, país no sudeste da África. Lá, conheceu uma realidade impactante. “É impressionante, porque, apesar da pobreza, é um povo tão feliz e tão carinhoso. O Maláui é chamado de coração quente da África”, explicou.

 

Assistam!

Posted by Jessica Figueira Dos Santos on Domingo, 5 de julho de 2015

 

Na chegada ao país, a atriz foi recepcionada pelos moradores locais com um culto. “Eles nos receberam em um culto evangélico e eles têm muita fé, apesar de tudo o que passam, e são muito felizes”.

Em seguida, as imagens registram um pastor africano durante pregação. "Ele estava falando coisas lindas, para a gente ter fé, que Deus estava com a gente", relata Giovana.

A atriz conheceu os costumes, provou a comida feita de amido de milho e água fervendo e ainda se divertiu ao dançar com todos. Muito emocionada, ela não escondeu as lágrimas e desabafou sobre a experiência: “Eu penso nessa viagem todos os dias. Os vestidos são símbolos de esperança”.

Antes de chegar no país, Giovana questionou o que eles gostariam que ela levasse de presente. "Eles pediram bíblias e camisetas de futebol do Brasil. Aliás, vamos falar para o Neymar que eles são apaixonados por ele”.

veja também