Bebê prematuro nasce pesando menos de 300 gramas e sobrevive, surpreendendo os médicos

Considerada um dos menores bebês do mundo, suas chances de sobrevivência foram descritas por seus médicos, na Carolina do Norte (EUA), como quase nulas, mas esta pequena já nasceu aprendendo a lutar por sua vida está e contrariando a medicina.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 16 Fevereiro de 2016 as 10:10

O nascimento da bebê prematura E'layah Faith Pegues é uma das maravilhas e milagres que tem surpreendido médicos e também está ajudando os pais da criança a fortalecerem sua fé. Considerada um dos menores bebês do mundo, suas chances de sobrevivência foram descritas por seus médicos, na Carolina do Norte (EUA), como quase nulas, mas esta pequena que já nasceu aprendendo a lutar por sua vida está contrariando a medicina.

As vitórias de E'layah tornaram-se possíveis a partir do momento em que seus pais, Eric e Megan Pegues se determinaram a fazer de tudo para trazer esta criança ao mundo.

Segundo o jornal 'Observer Charlotte', E'layah nasceu em dezembro (2015), pesando menos de 300 gramas e medindo 25 centímetros de comprimento.

"E'layah é a nossa menina milagre", Megan compartilhou, explicando que os médicos inicialmente estavam explicando ao casal sobre a possibilidade da criança não sobreviver. "Eu não estava aceitando isso".

A fé expressa pelos pais da criança realmente teve sua contribuição nesta bela história, uma vez que E'layah, que foi apelidada de "batatinha" pela equipe do hospital, agora pesa mais de 2,5Kg.

Para o Dr. Andrew Herman, um neonatologista e diretor médico do Hospital Infantil Levine, o progresso do quadro clínico e o crescimento de E'layah pode ser creditado a uma "combinação de talento, perseverança e criatividade" por parte da equipe médica e sua família de apoio.

O único desafio enfrentado por E'layah no parto foi a prematuridade. Herman disse que seus órgãos e intestinos ainda precisavam de tempo para se desenvolver e amadurecer. Para compensar isso, deram-lhe um "fio" de leite materno a cada dia e aumentaram lentamente esta dose a cada dia.

Dessa forma, a bebê tinha nutrição suficiente para crescer sem ficar sobrecarregada com fluidos. Agora, E'layah pode tomar 29 ml da fórmula, pelo menos oito vezes por dia.

"O crescimento é o seu passaporte para fora do hospital", disse Herman. "Espero que E'layah tenha uma vida maravilhosa e cresça como uma criança saudável".

Quando E'layah finalmente estava grande o suficiente para ir para casa com seus pais, seus pais sentiram ansiosos e animados para levar a pequena guerreira para casa.

veja também