Bíblia resiste à explosão após acidente entre carretas

"Só a bíblia ficou assim, o restante ficou tudo retorcido e queimado. É difícil de explicar. Pra quem tem fé é interessante, foi um fato que chamou a atenção", ressaltou o delegado.

fonte: Guiame, com informações de G1

Atualizado: Sexta-feira, 12 Junho de 2015 as 2:59

Bíblia foi encontrada perto de caminhão consumido por fogo. (Igor Santana/ Costa Rica em Foco)
Bíblia foi encontrada perto de caminhão consumido por fogo. (Igor Santana/ Costa Rica em Foco)

 

Uma bíblia foi encontrada intacta depois de uma explosão provocada por um grave acidente entre duas carretas, deixando dois motoristas mortos na MS-306, Mato Grosso do Sul.

A bíblia, que estava na cabine de uma das carretas envolvidas na colisão, foi encontrada por Cleverson Alves dos Santos, delegado de Polícia Civil da cidade de Costa Rica.

"Está intacta e tem dedicatória, acho que da mãe para a filha. Estive no local em que foi encontrada e recolhida. Um espaço grande foi devastado com o choque das carretas. A bíblia estava no local do acidente, no asfalto, mais perto do caminhão carregado de carne, próximo ao ponto de impacto", descreveu o delegado.

O acidente aconteceu no fim da tarde de quarta-feira (10). Testemunhas, socorristas e policiais que estavam na área ficaram emocionados com a situação inusitada, segundo Santos. A pequena bíblia, protegida com capa de couro e zíper, ficou apenas com a extremidade das páginas manchadas de fuligem.

"Só a bíblia ficou assim, o restante ficou tudo retorcido e queimado. É difícil de explicar. Pra quem tem fé é interessante, foi um fato que chamou a atenção, principalmente porque a bíblia é feita de papel, fácil de queimar, e foi a única que ficou intacta", ressaltou Santos.

Acidente

O acidente entre as duas carretas aconteceu a 10 quilômetros da área urbana de Costa Rica, no fim da tarde. Os veículos pegaram fogo depois da explosão provocada pela colisão. Uma das carretas carregava diesel e a outra carne embalada de um frigorífico.

Um caminhoneiro está detido desde a noite de quarta-feira, depois de ter sido apontado por testemunhas como suspeito de ter provocado o acidente, segundo a polícia.

As chamas foram controladas pelo Corpo de Bombeiros cerca de quatro horas depois. Os corpos das vítimas foram retirados pela equipe de perícia, mas estavam sem condições de identificação.

A polícia solicitou as empresas os nomes dos motoristas, mas a confirmação das identidades deve ser feita após exame em laboratório. O caso foi registrado homicídio culposo na direção de veículo automotor.

veja também