Bruno Gagliasso dá beijo na boca de ator do Porta dos Fundos e é criticado: "Perversão"

A foto do beijo foi postada por Gagliasso em seus perfis / páginas pessoais das mídias sociais e gerou críticas e elogios, até mesmo de outras celebridades.

fonte: Guiame, João Neto

Atualizado: Sábado, 28 Novembro de 2015 as 9:46

Na noite da última quinta-feira, os atores Bruno Gagliasso (rede Globo) e João Vicente (Porta dos Fundos) foram os mestres de cerimônia da premiação "Men of the Year 2015" e acabaram ganhando espaço nas notas de diversos sites, depois de protagonizarem um cena polêmica, com um beijo gay.

A foto do beijo foi postada por Gagliasso em seus perfis / páginas pessoais das mídias sociais, afirmando que o ato era uma forma de protesto contra os "machistas de carteirinha".

"Aos machistas de carteirinha, hipócritas de plantão e preconceituosos... O nosso carinho e nosso amor de homem com H! Que venha 2016", escreveu o ator em sua postagem.

Após a postagem, o ator recebeu elogios e também diversas críticas, até mesmo de celebridades nas mídias sociais.

"Parabéns, Bruno e João, pela espontaneidade do ato anti-preconceito. Digo que o próximo beijo será triplo (entre nós três), pois, homens héteros têm direito a expressar afeto entre si e podem expressar afeto em relação a homens gays sem abrirem mão de sua orientação sexual", postou o líder do movimento LGBT na Câmara, Jean Wyllys (PSOL).

Já o cantor sertanejo Cesar Menotti criticou a atitude do ator e afirmou que a cena de dois homens se beijando na boca não tem qualquer relação com o que se chama de "homem com H".

“É assim que demonstra ser um homem com H? Se postar um vídeo transando com outro homem aí ser homem mesmo, seguindo esse raciocínio? Não sou machista, não sou hipócrita, não sou preconceituoso e não beijo outro homem na boca. Mesmo assim, continuo sendo homem com H”, postou o músico em seu perfil do Instagram.

Outros internautas também criticaram a atitude dos atores, destacando que uma relação como esta entre dois homens foge ao natural.

"Homem com H gosta de mulher com M. O resto é perversão e inversão... O homem e a mulher em sua função natural e biológica", postou um usuário do Facebook.

Já uma outra internauta destacou que os valores e as relações entre seres humanos estão distorcidas nos dias atuais.

"Hoje se uma pessoa é contra o homossexualismo é homofobico, corre o risco ate de ser processado, porque ser gay é normal né? Os atores fazem protestos frequentemente e a grande massa apoia. Bem, se alguém acredita em Deus, e que ele irá voltar e cumprir com todas as suas promessas um dia, digo então que nesse dia todos saberemos se é certo ou errado, porque ele tem a resposta certa. Na minha opinião Deus não criou o homem para o homem, nem a mulher para a mulher, isso parece clichê, mas é no que acredito", escreveu.

"Sinceramente? Achei desnecessário para mim foi um ato de chamar a atenção um marketing. Tenho vários amigos q são homossexuais e não preciso beijar na boca de nenhum deles pra provar que os amo e respeito. Minhas atitudes no dia a dia com eles dizem quem sou", postou outra usuária fo Facebook.


Contextualização
Esta não é a primeira vez que a rede Globo vê seus atores sendo amplamente criticados nas mídias sociais, por seus atos cometidos de forma "independente da emissora". No início de novembro, o lançamento do vídeo "Meu Corpo, Minhas Regras" gerou uma grande mobilização de protestos contra o aborto e o material já é o segundo mais reprovado da história do Youtube.

A frequente exposição de evangélicos em suas novelas, representados por personagens meramente fundamentalistas e alienados também tem gerado revolta entre os cristãos.

veja também