Campanha de evangelismo mostra Jesus tatuado e sofre rejeição por colégio americano

No vídeo oficial do projeto, Jesus Cristo é representado como um tatuador que cura seus clientes ao tirar suas tatuagens antigas, e desenhar novos nomes em suas peles.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 5 Março de 2015 as 7:06

ídeo oficial do projeto "Jesus Tattoo", onde Jesus Cristo é representado como um tatuador que cura seus clientes.
ídeo oficial do projeto "Jesus Tattoo", onde Jesus Cristo é representado como um tatuador que cura seus clientes.

 

A campanha americana “Jesus Tattoo” tem uma proposta de evangelismo um pouco diferente, que tem dividido opiniões no Texas, EUA. No vídeo oficial do projeto, Jesus Cristo é representado como um tatuador que cura seus clientes ao tirar suas tatuagens antigas, e desenhar novos nomes em suas peles.

A campanha, que ocorre por meio do site oficial, mídias sociais, roupas e anúncios em outdoors, se estendeu a um colégio distrito de Lubbock, que rejeitou o anúncio em seu estádio. Diante disso, o Ministério Little Pencil, que supervisiona o site jesustattoo.org, entrou com uma ação na justiça contra o colégio.

"O discurso religioso não pode ser censurado simplesmente porque um funcionário do governo o considera ofensivo", disse Sharp, assessor jurídico que está em defesa do ministério.

O vídeo, com duração de quase 6 minutos, mostra Jesus como um tatuador que recebe apenas clientes tatuados com palavras ruins, como: depressivo, viciado, excluído, medroso. Durante seu trabalho, Jesus tatuador coloca palavras opostas no lugar da tatuagem antiga, como confiante, livre, importante, entre outras.

Ao final do vídeo, Jesus tira a camisa que estava usando e revela que as tatuagens de seus clientes foram marcadas nele. Jesus leva as tatuagens consigo no cruz, e uma mensagem explicativa, em inglês, conta mais detalhes sobre a obra redentora de Cristo.

 

Assista:

 

 

veja também