Campeã olímpica expressa gratidão e fé: “Deus é o segredo do meu sucesso”

Depois de enfrentar uma grave doença e uma infância nas ruas, a ginasta artística Gabby Douglas tornou-se a primeira mulher negra da história olímpica a vencer a competição.

fonte: Guiame, com informações de Gospel Herald

Atualizado: Segunda-feira, 8 Agosto de 2016 as 1:34

Gabby Douglas tornou-se a primeira mulher negra da história olímpica a vencer a competição. (Foto: Reprodução)
Gabby Douglas tornou-se a primeira mulher negra da história olímpica a vencer a competição. (Foto: Reprodução)

Com apenas 16 anos, a ginasta artística Gabby Douglas tornou-se a primeira mulher negra da história olímpica a vencer a competição. Hoje, aos 20 anos, ela representa os Estados Unidos nos Jogos do Rio, entregando a Deus o crédito de sua trajetória.

"Louvar a Deus é muito importante para mim, porque Ele me deu esse talento para ir lá fora, representá-lo e compartilhar a minha fé com todos", disse a ginasta ao site The Christian Post.

"Eu não louvo a Deus apenas porque Ele está me abençoado em minha carreira na ginástica. Ele me acorda a cada manhã, e isso já é grandioso para mim. Por isso eu compartilho minha fé com todos, porque é faz parte de mim", acrescentou a jovem.

Depois de enfrentar um período sem ter casa para morar e uma grave doença, Gabby afirma que confia em Deus de todo o seu coração. "Ele é o segredo do meu sucesso. Eu amo compartilhar a minha fé. Deus me deu este incrível talento, então eu vou glorificar o Seu nome", disse ela.

Gabby contou à revista Charisma que ela e seus irmãos foram criados dentro da igreja, e a rotina de oração sempre fez parte de suas vidas. "Minha fé sempre desempenhou um grande papel na minha vida. Eu não sei onde eu estaria sem ela hoje", afirmou a atleta.

Prova disso aconteceu dias depois do nascimento de Gabby, quando ela foi diagnosticada com uma doença sanguínea letal. Mesmo diante dos exames negativos, sua mãe não desistiu de clamar a Deus por sua cura. "E Deus respondeu as orações dela", confirma a ginasta.

Após o testemunho de cura, a família de Gabby teve de enfrentar outro grande desafio: morar por um período dentro de uma van. No entanto, uma reviravolta aconteceu na vida da família quando a atleta se encontrou no esporte.

"Quando eu olho para trás, eu fico ainda mais orgulhosa. Aconteça o que acontecer no Rio, eu já me sinto bem sucedida", declarou a atleta à ESPN.

veja também