Cidade é multada em 100 mil dólares por recusar a instalação de local que disseminava princípios ateístas

Com a "Estação da Razão", o grupo ateu queria fazer fazer frente à "Estação de Oração", já instalada na prefeitura da cidade de Warren (Michigan), anteriormente.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Segunda-feira, 9 Março de 2015 as 10:03

Chamado de "Estação de Oração", o stand instalaldo na prefeitura de Warren recebe diariamente, pessoas que queiram falar sobre seus pedidos de oração.
Chamado de "Estação de Oração", o stand instalaldo na prefeitura de Warren recebe diariamente, pessoas que queiram falar sobre seus pedidos de oração.

Uma cidade em Michigan foi multado em 100.000 dólares depois de seu prefeito ter barrado que a "estação da razão" (ateísta) se instalasse no prédio da prefeitura.
 
Segundo o Christian Today relatou, a prefeitura da cidade de Warren (Michigan) contou em uma época com a "estação de oração" (local onde as pessoas poderiam parar e fazer pedidos de oração), que foi ocupada por voluntários.

Quando um grupo ateu pediu permissão para instalar uma "estação da razão" ao lado da cabine de orações, o prefeito James R. Fouts negou o pedido.
 
Fouts disse que a prefeitura congratulava-se com todas as religiões, mas não poderia permitir que a "estação da razão" fosse instalado, porque o ateísmo não é uma religião.
 
"Ela não tem dogmas, não há lugar de adoração e nenhuma congregação", disse Fouts.
 
"À minha maneira de pensar, o seu grupo é estritamente anti-religião com a intenção de privar todas as religiões organizadas de suas liberdades constitucionais ou, pelo menos, desencorajar a prática da religião. A cidade de Warren não pode permitir isso".
 
Vários grupos de ateus, incluindo a "Freedom From Religion Foundation" entraram com uma ação judicial contra a cidade de Warren e o Juiz Michael Hluchaniuk determinou que a "estação da razão" deveria "ser autorizada a operar em condições não menos favoráveis que as condições concedidas à 'estação de oração".

A cidade será multada em 100.000 dólares.

 

 

veja também