Cineasta pretende comprovar milagres com evidências médicas em novo documentário

Elias Stephens lamentou que a "linguagem dos cientistas e filósofos não tem sido usada para mostrar que o poder milagroso de Deus em operar curas é de fato real. O documentário traz entrevistas com cientistas e também com pastores, como Randy Clark.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Domingo, 15 Maio de 2016 as 3:30

Em trecho do novo documentário de Stephens, médicos avaliam evidências de curas milagrosas em laboratório. (Imagem: Youtube)
Em trecho do novo documentário de Stephens, médicos avaliam evidências de curas milagrosas em laboratório. (Imagem: Youtube)

Um cineasta sem religião declarada está planejando lançar no próximo ano um documentário que desafia diretamente os céticos que não acreditam que milagres de cura sejam reais, apresentando evidências médicas que possam comprovar tais acontecimentos.

Elias Stephens afirmou que "planeja envolver cuidadosamente, intelectuais e profissionais da área de medicina, porque estes indivíduos merecem respeito".

No teaser do novo documentário - projetado para arrecadar fundos para a nova produção - Stephens entrevista várias pessoas que afirmam ter sido curadas e segue suas reivindicações com uma investigação de seus registros médicos, feita por uma equipe de médicos e pesquisadores.

O cineasta obteve sucesso em sua meta de financiamento colaborativo e conseguiu arrecadar mais de 130.000 dólares.

No teaser, Stephens também fala com missionários, ministros de cura e profissionais médicos que afirmam ter testemunhado estes fenômenos em primeira mão, mas o que define o diferencial de seu projeto é o seu foco em confrontar cientistas e até mesmo pensadores ateus que poderiam rejeitariam o sobrenatural.


Ciência e Filosofia X Fé

Em uma entrevista ao 'Christian Post' o cineasta lamentou que a "linguagem dos cientistas e filósofos não tem sido usada para mostrar que o poder milagroso de Deus em operar curas é de fato real.

"Precisamos rever uma passagem que fala sobre o apóstolo Paulo e como ele mudou sua forma de falar, quando ele se dirigiu aos homens de Atenas em Atos 17", destacou o produtor quando se referiu à passagem que na qual o apóstolo falou aos gregos sobre o "Deus desconhecido".

Além das pessoas que foram curadas milagrosamente e os céticos, Stephens também investiga alguns dos melhores estudiosos e defensores milagres vivo atualmente.

No trailer deste documentário, ganha destaque o depoimento da Dra. Candy Gunther Brown, da Universidade de Indiana, que em 2010 foi até Moçambique em busca de tal evidência para a cura milagrosa.

Como foi relatado pela revista 'Christianity Today', em maio de 2012, Brown viajou com uma equipe de pesquisadores para Pemba, em Moçambique, com o objetivo de visitar a Base da Missões Iris Global e testar os efeitos da oração em surdos e cegos. Após aplicar testes em 24 moçambicanos em um tipo de "antes e depois da cura pela oração", sua equipe detectou melhorias estatisticamente significativas na audição e visão das pessoas que receberam orações.

Seus resultados foram publicados na edição de setembro de 2010 do jornal 'Southern Medical' e também estão disponíveis online.

Stephens observa que um desafio adicional, particularmente no Ocidente, é a predominante mentalidade 'anti-sobrenatural'. Se os cristãos ocidentais sabem disso ou não, eles estão sob a influência de filósofos iluministas, como David Hume, que sustentou que a experiência humana é uniforme e impede a ocorrência de milagres.

Pastor Randy Clark é um dos entrevistados por Stephens em seu novo documentário. (Foto: Guiame)

Depoimentos
As entrevistas feitas por Stephens e publicadas previamente no teaser também incluíram o estudioso do Novo Testamento Dr. Craig Keener, do Seminário Asbury e autor do livro "Milagres: A Credibilidade dos Relatos do Novo Testamento", que desafia as afirmações de filósofos como Hume e outros. Ele argumenta que a experiência humana não é apenas o produto da lei natural e que a melhor explicação para alguns testemunhos de milagres é que eles são realmente atos divinos.

A parte mais desafiadora do processo envolve a verificação da alegação do milagre real. Em cooperação com uma organização de pesquisa médica, o coleta de registros exige muito tempo.

Stephens lembrou que uma coisa é afirmar que Deus te curou, mas outra bem diferente é fazer o trabalho laborioso, meticuloso de se certificar de que o testemunho é comprovado por evidências médicas.

De acordo com uma pesquisa do instituto 'Pew', publicada em 2006, os cristãos em dez países relataram testemunhos de cura milagrosa pela oração feita em nome de Jesus. Mas a maioria destas reivindicações não fora comprovada de forma sistemática e cientificamente defensável.

"Os cristãos devem se preocupar profundamente com a integridade de seus testemunhos. Jesus disse que a verdade nos libertará. Se um testemunho é verdadeiro, eu quero conhecê-lo. Se não for, eu também quero ter certeza disso", argumentou Stephens.

Além de acadêmicos em teologia e médicos renomados, o documentário também terá a entrevista do conhecido pastor e palestrante norte-americano Randy Clark e dos missionários Roland e Heidi Baker - ambos conhecidos por ministrar seminários sobre e cura e incentivar o desenvolvimento desse dom como ministério. 

veja também