Clubes satânicos 'pós-aulas' são rejeitados por distrito escolar, nos EUA

Recentemente, o Templo Satânico anunciou a criação de um clube de estudantes, chamado de 'After School Satan Club' ('Clube Satanista Pós-Aulas'), em uma tentativa de combater o clubes cristãos extracurriculares das escolas dos Estados Unidos.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quarta-feira, 3 Agosto de 2016 as 10:40

ABC News noticiando o anúncio do plano de clubes satânicos para escolas. (Foto: ABC News)
ABC News noticiando o anúncio do plano de clubes satânicos para escolas. (Foto: ABC News)

Um distrito escolar do estado Arizona rejeitou o pedido do Templo Satânico para iniciar um clube de estudantes em uma de suas escolas de ensino fundamental.

Recentemente, o Templo Satânico anunciou a criação de clubes de estudantes, chamado de 'After School Satan Club' ('Clube Satanista Pós-Aulas'), em uma tentativa de combater o clubes cristãos extracurriculares das escolas dos Estados Unidos.

Em seu site, o plano de clube satânico 'ASSC' listou um número de escolas de ensino fundamental onde planejavam iniciar o projeto. Uma dela foi a Escola Bilíngue Roskruge, em Tucson, Arizona (EUA) que ensina estudantes do jardim de infância até a oitava série.

A diretora de comunicação do Distrito Escolar Unificado de Tucson, Stefanie Boe enviou ao 'Christian Post' uma declaração, na qual afirma que o projeto será rejeitado pelo grupo de escolas do município.

"O Templo Satânico enviou uma carta, solicitando que o Distrito Escolar Unificado de Tucson sobre receba um 'Clube Satânico Extracurricular" na Escola Bilíngue Roskruge. O nosso departamento jurídico se referiu à organização para nossas necessidades políticas relativas a clubes desse perfil", diz a declaração.

"O clube atualmente não atende ao requisito mínimo de ter um patrocinador da faculdade para o funcionamento de qualquer clube estudantil em um campus do Distrito Escolar Unificado de Tucson", acrescentou

O Templo Satânico, um grupo com sede em Nova York que afirma ser cético com relação a crenças sobrenaturais, anunciou a criação de seu Programa de Clubes Satânicos Pós-escolares.

Douglas Mesner, porta-voz e co-fundador do Templo Satânico, que atende pelo nome de Lucien Greaves, disse ao Christian Post em uma entrevista anterior que, se os clubes cristãos são permitidos em escolas públicas, isto "cria a necessidade de um contrapeso nas opções extracurriculares".

Greaves afirmou: "Enquanto os clubes de 'boas novas' ensinam as crianças a terem vergonha, culpa e medo - que elas vão morrer e serem atormentadas no inferno - os clubes satânicos extracurriculares vão se concentrar em projetos de arte e educação sem opinião religiosa inserida".

"O programa é criado e operado pelo Templo Satânico. Não há nenhuma tentativa de doutrinar as crianças".

"Atualmente, o número de clubes satânicos nas escolas é limitado, já que o programa é muito novo. No entanto, o programa gerou uma enorme onda de interesse imediato, logo após serem anunciados", afirmou.

A divulgação do plano de instalar os clubes satânicos nas escolas levou líderes cristãos, como o pastor Franklin Graham a se manifestarem. O evangelista pediu que os cristãos orem pela conversão do líder satânico e afirmou ter fé de que Deus tem o poder de "abrir os olhos de Douglas Mesner para a verdade do evangelho".

veja também