Com eclipse total, 'Lua de Sangue' é acompanhada por observadores de todo o mundo

O evento pôde ser visto por mais de uma hora (de 23h11 às 0h23, no horário de Brasília), desde o continente americano até o Oriente Médio.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Segunda-feira, 28 Setembro de 2015 as 2:14

Lua já com uma cor avermelhada antes mesmo de ocorrer o eclipse total. (Foto: Levi Facó)

Na noite deste domingo (27), o mundo acompanhou um raro fenômenno, que reuniu três eventos da astronomia: um eclipse lunar completo, uma proximidade ainda maior da lua com a Terra - deixando a imagem do corpo celeste 14% maior que o normal - além de ganhar uma coloração avermelhada e ganhando o nome popular de 'Lua de Sangue'.

O evento pôde ser visto por mais de uma hora (de 23h11 às 0h23, no horário de Brasília), desde o continente americano até o Oriente Médio.

A cor avermelhada que a lua ganhou nesta noite aconteceu devido a um momento raro, no qual lua, Terra e sol e estão perfeitamente alinhados.

Outro fenômeno como este só está previsto para acontecer novamente em 2033.

Nascer da lua registrado da praia de Jericoacoara (CE), neste domingo (27). (Foto: Levi Facó)


Escatologia
O fenômeno é apontao pelo pastor norte-americano e outros estudiosos de Escatologia como um dos sinais da proximidade do fim dos tempos. A interpretação bíblica do pastor se dá pelo fato de as Luas de Sangue serem mencionados nas escrituras, inclusive no Livro de Joel, no livro do Apocalipse e no Livro de Atos.

"O profeta Joel escreve as palavras: 'Eu, o Senhor, farei com que o sol não brilhe mais a sua luz [eclipse solar] e lua vai se transformar em sangue, antes do grande e glorioso dia do Senhor", disse Hagee. "Gênesis 1:14 também diz que Deus está usando o sol, a lua e as estrelas para enviar sinais para a humanidade".

"Deus usou as estrelas para fazer com que os Magos encontrassem Jesus Cristo", continuou ele. "Quando estava na batalha dos cinco reis, Josué ordenou que a lua e o sol ficassem parados por quase um dia".

Hagee acredita que a atual tétrade de Luas de Sangue durante festas judaicas e os inimigos de Israel entrando em marcha não são coincidências.

"A evidência é muito clara nas Escrituras, que nos dizem que Deus controla o sol, a lua e as estrelas", disse ele. "E que Deus está nos enviando sinais através do sol, da lua e das estrelas. A questão é, será que estamos compreendendo estes sinais?", questionou.

veja também