Convertida, mulher se entrega à polícia e confessa assassinato: 'Deus me perdoou, mas preciso pagar'

Arrependida do crime, Daiana decidiu parar de fugir da polícia após ser 'tocada por Deus' e começar a frequentar uma igreja evangélica.

fonte: Guiame, com informações de D24AM

Atualizado: Quarta-feira, 15 Julho de 2015 as 9

Daiana Gama se entrega na DEHS ao lado da vereadora Pastora Luciana. (Foto: Jair Araújo)
Daiana Gama se entrega na DEHS ao lado da vereadora Pastora Luciana. (Foto: Jair Araújo)

 

Depois de se converter ao Evangelho, a vendedora Daiana Ketelen Rego Gama, de 24 anos, recebeu o perdão de Deus pelo crime cometido por ela no passado, mas entendeu que o ato deveria ser justamente pago.

Foragida desde janeiro de 2014 por ser suspeita da morte do marido de sua avó, ela se entregou à polícia na manhã desta terça-feira (14), em Manaus (AM). Arrependida do crime, Daiana decidiu parar de fugir após ser 'tocada por Deus' e começar a frequentar uma igreja evangélica.

“A decisão, primeiramente, veio do Senhor que fez uma grande mudança na minha vida. Eu creio que nós cometemos pecados e devemos pagar porque há consequências. Eu creio que essa decisão vai ser uma oportunidade para minha felicidade e a da minha família”, disse Daiana em entrevista ao D24AM.

A apresentação de Daiana na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) aconteceu na presença de familiares e irmãos da igreja, entre eles, a vereadora Pastora Luciana. Segundo a advogada da suspeita, Fabiana Florêncio, a vendedora já tinha uma mandado de prisão em aberto solicitado pela Polícia Civil pelo crime de homicídio, e também havia sido condenada há mais de cinco anos de prisão por roubo majorado. 

Daiana confessou que não foi fácil ter coragem para se entregar, mas disse que após pagar pelos crimes que praticou, vai voltar à sociedade para ter uma vida digna e com respeito. “Assim que cumprir minha pena, quero poder entrar e sair de um local em paz. Será uma oportunidade de recomeço", declarou.

Crime

Elson da Silva Lopes, marido de sua avó, foi baleado por Daiana com um tiro no dia 13 janeiro de 2014, no Coroado, zona leste de Manaus. O crime foi praticado na presença da avó, Maria Janete dos Santos e de um tio. Ele morreu no Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, três dias depois. 

“Eu cometi isso e acredito que Deus já me perdoou. Mas, hoje, estou aqui para pagar pelo que eu fiz diante da Justiça dos homens para eu voltar à sociedade. Eu peço perdão àquelas pessoas que eu ofendi e machuquei. Perdoo aquelas que me ofenderam”, frisou ela.

A mãe de Daiana, Rocijane Matos, disse que logo depois do crime pediu a filha para se entregar à polícia, mas ela não quis. “Ela tomou a decisão e hoje está aqui”, disse ela.

veja também