Dois pastores permanecem sob poder de sequestradores na Nigéria

O pastor David Onubedo permanece em cativeiro desde 2013 e no último dia 10 de janeiro, o pastor Ayo Raphael também foi sequestrado. Os criminosos pedem valores médios de 250 mil dólares por cada refém.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 29 Janeiro de 2016 as 1:20

Dois pastores nigerianos foram raptados este mês no estado de Kogi (Nigéria), enquanto os cartéis de seqüestro que têm assolado o Estado central nos últimos três anos se concentram agora nos líderes cristãos.
 
Em uma sequência de numerosos sequestros de líderes empresariais e governamentais de alto perfil no estado de Kogi, desde 2013, homens armados sequestraram o pastor David Onubedo da Igreja 'Deeper Life Bible' na última segunda-feira à noite (25), em Okene após um estudo Bíblico, de acordo com relatórios locais. No mesmo estado, na vila Emi-Oworo, um missionário norte-americano Phyllis Sortor foi sequestrado em 23 de fevereiro de 2015 e permanece em cativeiro.
 
Os sequestradores de Onubedo teriam contactado a esposa do pastor e a liderança de sua igreja para exigir 50 milhões de nairas (249.000 dólares) pela libertação do líder cristão.
 
"O Pastor David Onubedo é um ministro que serve em uma igreja na cidade de Kebbi, noroeste da Nigéria, e estava visitando sua cidade natal de Okene e foi seqüestrado ontem, quando voltava para casa depois de participar de estudos bíblicos à noite em sua igreja aqui em Okene por volta das 21h", disse um membro da igreja que pediu anonimato ao site 'Morning Star News'.
 
No dia 10 de janeiro em Lokoja, capital do estado de Kogi, homens armados também sequestraram o pastor Ayo Raphael durante um culto da igreja cristã 'Redeemed' (RCCG), disseram as fontes. Homens mascarados interromperam o culto e levaram o pastor, segundo informaou um membro da congregação ao Morning Star News, também em condição de anonimato.
 
"Os homens armados atacaram a igreja enquanto Pastor Ayo estava pregando", disse o membro. "Eles mandaram-nos deitar e fechar os olhos enquanto eles atiravam para o alto e mantinham nosso pastor sob a mira de uma arma".
 
Os sequestradores do pastor pentecostal também estão exigindo 50 milhões de nairas (249.000 dólares) por sua libertação, disse a fonte.
 
William Aya, porta-voz do Comando da Polícia do Estado de Kogi, confirmou o sequestro do pastor para o Morning Star News.
 
No último domingo (24), na região do Delta do Níger, sul da Nigéria, homens armados também atiraram e feriram um pastor durante um culto na igreja Anglicana durante o sequestro de um membro da congregação, disseram as fontes.
 
O Rev. Obata Ezequiel estava ministrando um sermão na igreja em Igbedi, estado de Bayelsa, quando os homens armados invadiram o templo por volta das 12:40 (horário local), atiraram nele e sequestraram o engenheiro Dunkan Eke.
 
"O nosso pároco, reverendo Obata, está atualmente no hospital onde ele está sendo tratado dos ferimentos de bala", segundo um membro da igreja informou por telefone.
 
Asinim Butswat, porta-voz do Comando da Polícia do Estado de Bayelsa, confirmou que o pastor foi baleado e também o sequestro do membro da igreja.
 
"Estamos em busca dos pistoleiros desconhecidos e estamos garantindo ao público que aqueles que realizaram esse ataque serão presos e levados à justiça", disse Butswat, em uma mensagem de texto. "A vítima ferida está respondendo bem ao tratamento em uma clínica em Polaku. Os esforços foram intensificados para resgatar a vítima e prender os sequestradores".
 
Com relação ao sequestro de Onubedo no estado de Kogi, a Igreja 'Deeper Life' enviou uma mensagem de texto para toda a Nigéria, exortando que todos orem fervorosamente por sua libertação.
 
"Por favor, comecem a orar e enviar pedidos de oração para os outros pela libertação do pastor Onubedo, superintendente de estado no Ministério 'Deeper Life', que foi sequestrado em sua residência imediatamente após ter voltado do estudo da bíblico esta noite [segunda-feira]", diz a mensagem.

veja também