Em aula de caligrafia, estudantes são sujeitos a escrever: "Não há Deus além de Alá"

O colégio Riverheads, localizado em Staunton, na Virgínia, também convidou os alunos a usarem roupas muçulmanas.

fonte: Guiame, com informações de Fox News

Atualizado: Quarta-feira, 16 Dezembro de 2015 as 12:04

(Em uma atividade de caligrafia, os alunos tiveram que reproduzir a frase: "Não há nenhum Deus além de Alá. Maomé é mensageiro de Deus". Foto: The Schilling Show)
(Em uma atividade de caligrafia, os alunos tiveram que reproduzir a frase: "Não há nenhum Deus além de Alá. Maomé é mensageiro de Deus". Foto: The Schilling Show)

Estudantes de um colégio norte-americano foram submetidos a uma tarefa de classe que exigia deles uma declaração de fé muçulmana. Em uma atividade de caligrafia, os alunos tiveram que reproduzir a frase: "Não há nenhum Deus além de Alá. Maomé é mensageiro de Deus".

O colégio Riverheads, localizado em Staunton, na Virgínia, também convidou os alunos a usarem roupas muçulmanas.

O distrito escolar local convocou uma reunião no dia 11 de dezembro para discutir o fato que aconteceu durante uma aula de geografia mundial junto aos pais que estavam indignados.

"Nem essas lições, nem qualquer outra lição no mundo da geografia, são uma tentativa de doutrinação ao Islã ou a qualquer outra religião; ou um pedido para que os estudantes renunciem sua própria fé ou professem qualquer crença", disse o distrito em uma declaração fornecida à Fox News.

Os pais disseram que seus filhos não receberam do professor a tradução do que eles estavam escrevendo. Ainda assim, o distrito escolar não encara isso como um problema. "A declaração que foi apresentada como um exemplo da caligrafia não foi traduzida para os estudantes, nem eles pediram para ser traduzida, recitada ou adotada como uma crença pessoal". 

O distrito ainda afirmou que a linha da atividade era artística, e não teológica. "Eles estavam simplesmente pedindo para que os alunos tentassem reproduzir artisticamente o árabe escrito, a fim de compreender a sua complexidade artística".

Sobre o uso dos trajes islâmicos imposto às alunas do sexo feminino, o distrito afirmou que as estudantes foram apenas convidadas a experimentar uma aula interativa sobre o conceito islâmico. A organização ainda afirmou que eles irão cobrir outras religiões, incluindo o cristianismo, o budismo, o judaísmo e o hinduísmo. 

No entanto, um dos pais disse que embora o Alcorão tenha sido apresentado aos estudantes, a Bíblia não era. O professor supostamente se recusou a fornecer uma Bíblia, porque todos os alunos já tinham lido uma.

veja também