Emissora britânica é acusada de 'transmitir muitos programas cristãos'

O chefe do departamento de ética e religião da BBC, Aaqil Ahmed, afirmou que a emissora deveria conceder mais espaço ao islamismo, hinduísmo e outras declarações de fé.

fonte: Guiame, com informações do Telegraph

Atualizado: Terça-feira, 17 Maio de 2016 as 1:18

A BBC tem sido alertada sobre o 'excesso de programações cristãs' em sua grade horária. (Foto: Telegraph)
A BBC tem sido alertada sobre o 'excesso de programações cristãs' em sua grade horária. (Foto: Telegraph)

A emissora 'British Broadcasting Corporation' (BBC), recentemente passou por uma revisão interna, que apontou uma 'quantidade desproporcional de tempo / espaço' cedidos aos programas cristãos, com relação aos programas que caracterizam outros credos.
 
Com base nos resultados da revisão, o chefe do departamento de ética e religião da BBC, Aaqil Ahmed, afirmou que deveria ser concedido mais espaço ao islamismo, hinduísmo e outras declarações de fé.
 
Segundo o jornal britânico 'Telegraph', um líder muçulmano sugeriu que uma maneira da BBC atender a esta "demanda" apresentada por Ahmed seria transmitir as tradicionais orações muçulmanas de sexta-feira, da mesma forma que os cultos cristãos são transmitidos.
 
"O Cristianismo continua a ser a pedra angular das nossas produções e há mais horas dedicadas a ele do que para outras religiões", afirmou Ahmed. "Nossa produção nesta área não é estática, apesar de tudo. Ela tem evoluído ao longo dos anos e nós a avaliamos regularmente. Nós olhamos para o número de horas que produzimos e medimos isso contra as maquiagens religiosas da sociedade".
 
A Grã-Bretanha tem cerca de três milhões de muçulmanos - que duplicaram essa sua população, apenas uma década atrás.
 
O líder muçulmano Ibrahim Mogra, do Conselho Muçulmano da Grã-Bretanha, disse que, embora ele gostasse de ver as orações muçulmanas em destaque em estações na BBC, "não deseja que os cristãos tenham menos exposição".

Um porta-voz da BBC disse que é muito cedo para dizer se a programação cristã vai acabar sendo cortada, devido a possíveis alterações em sua grade horária.
 
"Nós estamos, na verdade, com a intenção de fazer mais programações em torno do cristianismo e também sobre outras religiões. Bem, então não há absolutamente nenhuma questão de priorizar um ou outro em nossa produção", acrescentou.

veja também