Estado Islâmico é o responsável por ataque terrorista na Indonésia, segundo autoridades

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Quinta-feira, 14 Janeiro de 2016 as 9:28

Terroristas promoveram um ataque com tiros e bombas no centro de Jacarta, capital da Indonésia, nesta quinta-feira (14), matando pelo menos seis pessoas, segundo a polícia. Até o momento foram registradas sete mortes

A suspeita de que a autoria deste ataque seja do Estado islâmico ou de seus aliados - considerando que o grupo terrorista já havia ameaçado "colocar o país em seu holofotes" - foi confirmada pelas autoridades do país.

A polícia disse que ocorreram pelo menos seis explosões, três dos terroristas foram mortos e outros quatro capturados.

O foco principal do ataque foi uma quadra em frente a um escritório e começou com uma explosão fora de um café da Starbucks em seu piso térreo.

"As janelas da cafeteria foram lançadas para fora. Eu vi três pessoas mortas na estrada. Houve um período de calmaria no tiroteio, mas alguém ainda está no telhado do edifício e policiais estão apontando suas armas para ele", disse um fotógrafo da Reuters que acompanhou os momentos de tensão do ataque.

A Indonésia tem vivido sob tensão por semanas, devido à ameaça representada por militantes islâmicos e policiais antiterroristas lançando uma ofensiva contra as pessoas com suspeita de ligações ao Estado islâmico.

"Recebemmos anteriormente uma ameaça do Estado Islâmico, que a Indonésia seria o centro das atenções", disse o porta-voz da polícia, Anton Charliyan a repórteres.

Os últimos grandes ataques de militantes em Jacarta foram em julho de 2009, com bombas nos hoteis JW Marriott e Ritz Carlton.

A mídia informou que uma pessoa de nacionalidade holandesa e outro estrangeiro estavam entre as vítimas desta quinta-feira, mas não ficou claro se eles foram mortos ou feridos.

Atiradores de elite foram posicionados, entre centenas de outros agentes de segurança - alguns em veículos blindados.

Uma unidade antibomba foi vista entrando no edifício onde a Starbucks está localizada, que também abriga um cinema, onde em um estágio, a polícia trocaram tiros com homens armados.

Um trabalhador do escritório do edifício próximo ao ataque - que não quis ser identificado - disse que ele e colegas de trabalho receberam a ordem de permaneceram parados depois da primeira explosão.

"Foi quando eu ouvi a segunda explosão. Era alta e poderosa", disse ele.

Após os ataques terem começado, a testemunha ouviu mais tiros e pelo menos mais uma explosão. Duas horas depois, a polícia disse que eles estavam vasculhando a construção e mais tarde declararam a área segura.

Lá fora, um corpo ainda estava na rua e um sapato estava nas proximidades. As avenidas do centro da cidade que geralmente ficam congestionadas tornaram-se em grande parte, desertas.

 

veja também