Estudantes protestam em favor de professor punido por falar sobre Deus na aula

Os cartazes dos alunos carregavam mensagens que diziam: "Se falar a Palavra de Deus é errado, então eu não quero estar certo" e "liberdade de religião."

fonte: Guiame, com informações de Valley Central

Atualizado: Terça-feira, 8 Dezembro de 2015 as 11:54

O grupo estava em defesa do professor de matemática Charles Zeissel, que foi punido injustamente ao compartilhar sobre sua fé aos estudantes. (Foto: KGBT/ Patrick Chalvire)
O grupo estava em defesa do professor de matemática Charles Zeissel, que foi punido injustamente ao compartilhar sobre sua fé aos estudantes. (Foto: KGBT/ Patrick Chalvire)

Mais de 50 estudantes de um colégio norte-americano iniciaram uma manifestação em favor de um professor que foi punido por falar sobre Deus na sala de aula.

O protesto, que aconteceu na manhã de segunda-feira (7), reuniu alunos do ensino médio em frente ao prédio do colégio Santa Rosa. O grupo estava em defesa do professor de matemática Charles Zeissel, que foi punido injustamente ao compartilhar sobre sua fé aos estudantes.

Os cartazes dos alunos carregavam mensagens que diziam: "Se falar a Palavra de Deus é errado, então eu não quero estar certo" e "liberdade de religião."

O superintendente do colégio, Heriberto Villarreal, afirma que os administradores conversaram com o professor na semana passada depois do acontecimento. Ele ressalta que a política do distrito escolar proíbe que instrutores falem sobre Deus ou qualquer religião durante a aula.

Enquanto os alunos afirmam que Zeissel foi suspenso, o superintendente diz que nenhuma ação disciplinar foi tomada contra ele. Ainda na segunda-feira, Zeissel apareceu para trabalhar e conversou com os alunos e seus pais antes da aula.

veja também